Sinduscon/RN e Receita firmam convênio que facilita trabalho das empresas

- O Sindicato da Indústria da Construção do Rio Grande do Norte (Sinduscon/RN) e a Superintendência Regional da Receita Federal…

- O Sindicato da Indústria da Construção do Rio Grande do Norte (Sinduscon/RN) e a Superintendência Regional da Receita Federal em Natal assinaram Acordo de Cooperação Técnica que permitirá às empresas construtoras entregarem na sede do sindicato os documentos relativos a serviços prestados pela Receita.
– O termo determina que a protocolação relativa aos serviços de Regularização de Obra por Contabilidade – Declaração e Informações sobre Obra (DISO) e Emissão de Certidões para a Averbação de Obra de Construção Civil – ficará disponível aos construtores no Sinduscon (Rua Raimundo Chaves, 2182, sala 101, bairro de Candelária) o que ajudará a diminuir o fluxo de contribuintes no Centro de Atendimento ao Contribuinte (CAC) da repartição vinculada ao Ministério da Fazenda nesta capital.
– O Acordo de Cooperação Técnica foi assinado pelo superintendente regional Marcos Hübner Flores e pelo presidente do Sinduscon-RN, engenheiro Arnaldo Gaspar Júnior, em ato ao qual estiveram presentes a vice-presidente do órgão de classe, Larissa Dantas Gentile, e a sua diretora-executiva, Ana Adalgisa Paulino.
– Os serviços de regularização de obras continuarão a ser realizados através do Centro de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal, em Natal, onde será feita a recepção de envelopes contendo os documentos protocolados. E os contribuintes continuarão podendo buscar diretamente os serviços nos CAC de Natal e Parnamirim.
– Caberá à Superintendência da Receita Federal fazer o treinamento do pessoal do sindicato que se encarregará de dar cumprimento ao acordo.
Grupo Estácio de Ensino Superior refuta
acusação de que descumpre lei trabalhista
– A respeito de notícia publicada nesta coluna na edição do último sábado, sobre a Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do Trabalho do Rio Grande do Norte contra a ANEC (Sociedade Natalense de Ensino e Cultura Ltda.), empresa integrante do Grupo Estácio de Ensino Superior, recebemos nota de desmentido, nos seguintes termos:
– “A Estácio informa que:
– “Refuta toda e qualquer acusação de descumprimento de obrigações trabalhistas.
– “Além disso, esclarece que toma os cuidados e providências necessários para o cumprimento integral das regras trabalhistas previstas em lei e que tais providências foram apresentadas ao Ministério Público.
– “No entanto, mesmo diante dos esclarecimentos apresentados pela Instituição, o Ministério Público distribuiu a referida ação, na qual teremos nova oportunidade de demonstrar o adimplemento e a idoneidade da Instituição.
– “Como um dos maiores grupos de ensino superior privado do país, a Estácio se orgulha de ser uma referência nacional em gestão, governança, transparência, cumprimento de obrigações trabalhistas e boas práticas.
– “Estes compromissos estão presentes em sua operação no Rio Grande do Norte com a mesma prioridade que nos outros 19 estados, além do Distrito Federal, onde a Estácio atua.
–  “A instituição informa ainda que está tomando providências judiciais contra a liminar que foi concedida, posto que tem como comprovar que a ANEC observa e cumpre todas as suas obrigações trabalhistas e previdenciárias.”
–  A coluna esclarece que se restringiu a divulgar a informação, ora contestada, nos exatos termos em que ela foi emitida pelo Ministério Público do Trabalho e pela justiça trabalhista.

“O Boticário” encabeça as 10 marcas preferidas pelos consumidores brasileiros

– Pesquisa de mercado realizada no Brasil pela agência YouGov (uma das mais acreditadas do mundo) aponta a marca “O Boticário”, de perfumes e cosméticos, como a mais lembrada e de melhor imagem no país.
– A empresa “O Boticário” alcançou em 2013 a melhor colocação na lista das dez maiores marcas do Brasil, elaborada por meio da ferramenta YouGov BrandIndex, plataforma que monitora a percepção de consumo das marcas por meio de pesquisas semanais.
– Apesar de ter, no seu segmento, uma parcela de mercado inferior à sua principal concorrente (a “Natura”, que ficou em segundo lugar no ranking de marcas), a rede “O Boticário” é mais reconhecida pelos compradores brasileiros.
– Já a marca de produtos de higiene bucal “Oral-B” é a terceira da lista, batendo a sua maior rival, a “Colgate”, que ficou com o quinto lugar.
– De acordo com o CEO (diretor-executivo) do YouGov BrandIndex, Ted Marzilli, o Brasil se tornou um dos mercados mais interessantes do mundo, já que o consumidor brasileiro está entre os que têm elevado mais rapidamente seu poder aquisitivo. Para ele, companhias de todos os setores estão buscando manter uma boa imagem em nosso país, de modo que empresas como ‘O Boticário’ e ‘Natura’ continuar sendo muito competentes para manter suas posições.
– Segundo a pesquisa da YouGov, são as seguintes as 10 marcas mais lembradas do Brasil: 1) O Boticário – 74,6 pontos; 2) Natura – 70,7; 3) Oral B – 63,6; 4) Nestlé – 62,5; 5) Colgate – 60,1; 6) Facebook – 58,4; 7) Samsung – 57,9; 8) Google – 56,7; 9) Avon – 56,2; e 10) Dove – 54,2 pontos.

Emparn promoverá, amanhã e depois, dias de campo para
pequenos produtores rurais

– A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) iniciará esta semana suas atividades de extensão programadas para 2014 com a realização de dois dias de campo destinados a micro e pequenos produtores rurais do semiárido.
– Ambos os eventos acontecerão na Estação Experimental de Terras Secas, município de Pedro Avelino.
– O primeiro será nesta terça-feira, com a participação de 15 agricultores familiares de municípios da região Seridó, tendo como tema o plantio de palma forrageira irrigada e adensada.
– E o segundo, na quarta-feira, transmitirá a 25 pequenos criadores da região do Mato Grande, as técnicas de manejo desenvolvidas pela Emparn ao longo dos últimos anos para a criação lucrativa de caprinos e ovinos no sertão.
– O coordenador do dia de campo sobre o cultivo adensado e irrigado de palma será o pesquisador Guilherme Ferreira Lima. Já o encontro sobre a caprinovinocultura terá à frente os pesquisadores Aurino Alves Simplício e Alexandre Wanderley.

Compartilhar: