Sinpol/RN denuncia estado de caos na Polícia Civil; Veja o vídeo

Viaturas paradas por falta de manutenção dificultam ainda mais trabalho investigativo

Estima-se que aproximadamente 30% das viaturas da Polícia Civil estejam paradas, atualmente. Foto: Cedida
Estima-se que aproximadamente 30% das viaturas da Polícia Civil estejam paradas, atualmente. Foto: Cedida

Além da falta de efetivo nas delegacias do Rio Grande do Norte, impedindo o andamento de investigações e estimulando a impunidade, a Polícia Civil potiguar sofre com outros graves problemas. Um deles é a falta de zelo por parte das autoridades com a estrutura de trabalho, como por exemplo, as viaturas.

Nesta terça-feira (18), o secretário-geral do Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN, Erivan Fernandes, esteve no setor de transporte da Polícia Civil e constatou um verdadeiro descaso. Dezenas de viaturas estão encostadas no pátio daquela unidade por falta de manutenção.

Muitas estão paradas por falta de pneus, outras por falta de óleo e também por problemas mecânicos. “O que vimos foi um quadro inadmissível e o SINPOL-RN não vai se calar diante dessa situação, nem esconder a verdade. Uma das nossas prerrogativas é denunciar a falta de compromisso e de gestão das autoridades, que promovem o sucateamento da Polícia Civil”, comenta Erivan Fernandes.

Estima-se que aproximadamente 30% das viaturas da Polícia Civil estejam paradas, atualmente. “Imagine o prejuízo que esse número representa para a sociedade potiguar. Quantas diligências ou cumprimentos de mandados estão deixando de ser realizados por falta de transporte para os policiais civis?”, questiona o secretário-geral do SINPOL-RN.

Erivan Fernandes ressalta ainda que, além dos 30% dos veículos parados, as viaturas que estão disponíveis não oferecem as melhores condições, justamente porque não passam por manutenção periódica.

VEJA O VÍDEO

Compartilhar:
    Publicidade