Sinsenat é propositivo e tem avanços na negociação da pauta da saúde‏

No início da semana passada, o Sinsenat cobrou a realização da mesa de negociação do SUS, composta pelo Sinsenat, Sindas, Soern e Sindsaúde, para garantir tais respostas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em acordo firmado com o governo em 23 de maio, ficou definido o envio do projeto da data-base dos servidores da saúde e do plano geral pelo governo à câmara, e acordado que na primeira semana de junho seria apresentada uma resposta à pauta específica dos trabalhadores da saúde, que envolve os servidores municipais e municipalizados.

No início da semana passada, o Sinsenat cobrou a realização da mesa de negociação do SUS, composta pelo Sinsenat, Sindas, Soern e Sindsaúde, para garantir tais respostas. Na última sexta-feira (6), a Secretaria Municipal de Saúde nos enviou uma proposta de projeto de lei sobre o reajuste das gratificações, contidas na lei 120/2010, que foi debatida em reunião na tarde desta segunda-feira (9).

Após quase três horas de discussões, as intervenções do Sinsenat, Sindas e Soern produziram resultados positivos, apresentando propostas de reformulação de alguns pontos do projeto e solicitando uma proposta de calendário mais objetiva para ser apresentada à categoria.

Ao fim do encontro, o compromisso do secretário da Saúde, Cipriano Vasconcelos, foi o de produzir um novo texto para o projeto, incorporando os pontos solicitados, o qual será enviado até o final da tarde de hoje (10) para os sindicatos.

Assim que o Sinsenat estiver com o documento em mãos postará nas redes sociais e distribuirá nas unidades de saúde.

Compartilhar:
    Publicidade