Sobre debates – Danilo Sá

Não se fazem mais debates como antigamente. Não há mais o glamour, a importância e a qualidade de outros tempos.…

Não se fazem mais debates como antigamente. Não há mais o glamour, a importância e a qualidade de outros tempos. É como no nosso futebol, onde os craques parecem todos terem ficado no passado.

Desde o histórico embate entre Fernando Collor e Lula da Silva, em 1989, que se criou toda uma expectativa sempre que um novo debate está para acontecer. Mas, aos poucos, os resultados oriundos dessas discussões estão sendo minimizados.

Hoje em dia ninguém mais se preocupa com quem venceu o debate, por exemplo. Até porque, diga-se de passagem, todos os candidatos, com suas assessorias sempre bem treinadas, saem do embate se dizendo vencedores.

Também é raro encontrar um eleitor que defina seu posicionamento para as urnas após o enfrentamento dos candidatos. Na verdade, a maioria deles, nem assiste mais a este tipo de programa, sempre exibidos tarde da noite ou no horário da novela campeã de audiência.

Até por esta nova realidade, não é mais tão importante se sair bem no confronto. Basta fazer o mínimo, que é responder ao que for possível, evitar gaguejar e “bater” na mesa sempre que estiver convicto de suas opiniões. Basta.

A jovem democracia brasileira está envelhecendo rápido demais e seus mecanismos eleitorais estão indo para a terceira idade junto com ela. Que o futuro seja mais benéfico e que, como no futebol, nosso país consiga se renovar rapidamente em termos políticos. Porque, de modo geral, a entressafra não é nada boa.

GAVETA CHEIA

O vereador Sandro Pimentel foi até a Secretaria Municipal de Administração e Gestão Estratégica, a Segelm, conferir denúncia feita nesta coluna há alguns dias, sobre o engavetamento de processos na Prefeitura de Natal, em especial envolvendo solicitação de benefícios salariais dos servidores. E, como foi dito neste espaço, a situação encontrada foi impressionante.

ESBORROTADA

É quase impossível contabilizar a quantidade de processos acumulados em estantes e mesas ainda sem parecer definitivo do órgão municipal. Para se ter uma ideia do caos encontrado, há documentos datados de 2007 no local, ou seja, ainda oriundos da antiga gestão do prefeito Carlos Eduardo Alves.

CONTA PERDIDA

Na nota publicada aqui há alguns dias, foi informado que haviam cerca de 4 mil processos engavetados na Secretaria, mas a estimativa, conforme comprovada pelo vereador Sandro Pimentel, é bem maior que esta. Podem chegar até 20 mil os documentos empilhados pela Prefeitura. O titular do órgão, Fábio Sarinho, afirmou que não tem conhecimento do número exato de processos parados.

CONTA EXATA

Os processos engavetados pela Prefeitura são das mais variadas ordens. Há questões relativas a gratificações de servidores, pagamentos por quinquênio, insalubridade, mudança de nível, entre outros. O mandato do vereador Sandro Pimentel irá solicitar oficialmente o número exato de processos engavetados e uma resposta da Prefeitura sobre esse caso de verdadeiro descaso com o servidor público.

GIRA MUNDO

Ao menos três deputados aproveitaram as benesses da Cota Parlamentar, que garante fornecimento de produtos e serviços necessários ao exercício do mandato, para contratar pacotes especiais de televisão fechada. Há campeonatos de futebol e até canal pornô no conteúdo pago com o dinheiro do contribuinte. O Congresso em Foco teve acesso às faturas de TV fechada de três deputados: Flaviano Melo (PMDB-AC), José Airton (PT-CE) e Renato Molling (PP-RS). Eles contrataram pacotes especiais e ainda aderiram às ofertas das operadoras, que preveem até a abertura do sinal dos chamados “canais adultos”.

AINDA O APAGÃO

Leitor atento da coluna, ao ler a resposta da Semsur sobre o apagão registrado em trecho da BR-101 próximo ao Arena das Dunas durante o último final de semana, não se conteve. “Visite a orla de Ponta Negra, algo como 18 horas. Tenho certeza que irá ficar extremamente comovido com o que fizeram com nossa praia e o abandono a que está condenada”. Pois é.

IBOPE

Os novos números da corrida pela Governadoria estão sendo comemorados dos dois lados da batalha. A leitura é que Robinson Faria tem crescido, mas não a ponto de ameaçar a liderança folgada de Henrique Alves. Já para o Senado, o empate técnico entre Wilma de Faria e Fátima Bezerra é apontado como o prenúncio de uma vitória histórica da petista, que pode levar o PT a vencer pela primeira vez uma disputa majoritária no RN. É a luta.

BENEFÍCIOS

Os trabalhos de drenagem e pavimentação coordenados pela Prefeitura do Natal avançam em todas as regiões da cidade. Desta vez, 31 ruas do bairro de Felipe Camarão receberão melhorias. O edital do projeto foi publicado na edição desta quarta-feira (27) do Diário Oficial do Município (DOM). De acordo com informações da secretaria municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi) as empresas interessadas em executar a obra devem enviar suas propostas até o dia 29 de setembro.

Compartilhar: