Socorristas das motolâncias do Samu passam por treinamento avançado

Os socorristas que trabalham com motos são profissionais que precisam saber técnicas mais avançadas

Cerca de 20 socorristas participaram do  treinamento ministrado por instrutor. Foto: Heracles Dantas
Cerca de 20 socorristas participaram do
treinamento ministrado por instrutor. Foto: Heracles Dantas

Pensando em melhorar o atendimento às vítimas de acidentes no trânsito e a pacientes em situação de emergência, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Natal está realizando, desde a última quinta-feira até este sábado (18), o treinamento com os condutores de motos que operam as motocicletas com equipamentos de primeiros socorros para atendimentos rápidos, mais conhecidos como motolâncias. O objetivo do treinamento é testar a destreza dos condutores em situação de necessidade de velocidade.

Os socorristas que trabalham com motos são profissionais que precisam saber técnicas mais avançadas, ou seja, saber como desviar de uma situação de emergência e chegar ao local do acidente com mais rapidez e segurança.

O integrante do Núcleo de Educação Permanente do Samu Natal, Jair Goes Cavalcanti, disse que o treinamento foi necessário para que os profissionais novatos dominem a máquina e saibam como se comportar mediante uma ocorrência anormal de um trânsito da grande cidade.
“A equipe das motolâncias foi renovada, então eles ainda não têm tanta habilidade no domínio da moto dentro do atendimento hospitalar. O piloto da moto precisa dominar trilhas, cascalhos, paralelepípedo, asfalto, dunas, precisa dominar a moto e fazer manobras. Há também a necessidade do treinamento para os mais antigos que precisam fazer reciclagem”, disse Jair Goes.

O serviço de motolância passou cerca de oito meses desativado por falta de profissionais, mas voltou à ativa há três meses com a contratação dos profissionais. Hoje seis motolâncias atendem as demandas da cidade, que chegam a registrar cerca de dez ocorrências por dia.

O instrutor do curso, Bernardino Marcelino, falou como funcionou o treinamento que foi ministrado para cerca de 20 socorristas. “Primeiro nós trabalhamos com postura, curvas baixas, médias, frenagens baixas mais pela necessidade do dia a dia. Fomos para as dunas, trabalhar técnicas na areia, pois são muito freqüentadas por turistas e infelizmente pode acontecer algum incidente que precise do atendimento do serviço. Hoje vamos trabalhar alta velocidade, tendo em vista que Natal é uma cidade que vai sediar a Copa do Mundo e o trânsito está complicado. Mas o primordial do curso é conscientizar o socorrista de que o acidente já aconteceu e que ele vai salvar vidas”.

Jair Goes Cavalcanti informou que antes deste curso já foi ministrado um curso básico para que os profissionais pudessem iniciar os trabalhos. “Hoje estamos terminando o treinamento do curso avançado e quando terminar, os profissionais estarão aptos para qualquer tipo de ocorrência”.

O técnico de enfermagem, Alexandre Lima, recentemente contratado pelo Samu, falou sobre a importância do treinamento. “Essa capacitação é muito boa para nós, pois é bastante diferente pilotar sua moto particular e a moto de urgência e emergência que é a motolância. Também estamos aprendendo para nossa segurança, pois em certas situações de risco devemos saber como agir”, pontua.

O treinamento foi ministrado pela empresa Trânsito Consciente em parceria com a Potiguar Honda.

Compartilhar:
    Publicidade