“Sou meio viado também”, assume o comediante Paulo Gustavo

Interprete de Anibal em “Os Homens São de Marte e é Pra Lá Que Eu Vou”, humorista admitiu ter trejeitos

10367186_733961049980323_7821648011027276182_n

O comediante Paulo Gustavo se prepara para voltar às telonas após o sucesso de “Minha Mãe É Uma Peça” (2013). Interpretando Anibal, o melhor amigo gay de Fernanda (Mônica Martelli), o humorista promete arrancar gargalhadas de quem assistir “Os Homens São de Marte e é Pra Lá Que Eu Vou”.

No vídeo de divulgação do filme, Paulo admitiu que é um pouco gay, o que o ajudou na hora de interpretar o personagem. “Eu não sou muito diferente do Anibal , eu sou meio viado também, não sou um Alexandre Frota, não precisei construir muito”, contou rindo.

Segundo o humorista, o personagem se assemelha a René Gama, o espivitado cabelereiro do longa “Divã”, de 2009. Segundo ele, foi a protagonista e autora de “Os Homens São de Marte e é Pra Lá Que Eu Vou”, Monica Martelli, que pediu algo parecido: “’Você pode pegar o mesmo que você fez no Divã, mas mudar algumas coisas, mas ai vamos dando uma mudada, colocar uma peruca pra não ficar o mesmo viado’”, explicou.

Paulo Gustavo contou ainda que colaborou no texto do filme, adaptação da peça homônima. “Tem muita piada, muita coisa no meu personagem que é total colaboração minha, e eu fiquei muito a vontade pra colocar. Elas me deixaram muito a vontade, queriam a minha colaboração e me senti em casa fazendo esse filme”, contou se referindo às produtoras do longa.

“Os Homens São de Marte e é Pra Lá Que Eu Vou” estreia na próxima quinta-feira (29).

 

Fonte:iG

Compartilhar: