Suspeito de matar a mulher, atacante dá volta por cima e é finalista do Paulista

Rafael Silva tinha relacionamento com jovem de 16 anos que cometeu suicídio

A boa campanha do Ituano no Paulistão e a chegada do time à final da competição têm um gostinho especial para um jogador do clube do interior: o atacante Rafael Silva.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Rafael foi acusado de matar a mulher, uma jovem de apenas 16 anos, em 2011, quando jogava pela Portuguesa, clube pelo qual foi revelado.

Durante um ano, o jogador teve que brigar na Justiça para provar sua inocência, que só foi comprovada pelo IML (Instituto Médico Legal) em 2013, quando as evidências levaram a conclusão de que a garota tinha cometido suicídio.

Sem espaço no futebol brasileiro por conta da repercussão do caso, Rafael acabou emprestado ao Gil Vicente, time do futebol Português.

Atualmente, no entanto, a vida de Rafael melhorou bastante, o atacante deu a volta por cima e sonha em ser campeão do Campeonato Paulista com o time de Itu, que enfrenta o Santos na decisão, em dois jogos.

Fonte: R7

Compartilhar: