Tatuador de Mossoró mata por ciúmes e se vangloria pelo Facebook

Na segunda-feira, Tallys se apresentou à polícia e, em depoimento, confessou ter cometido o crime

Tatuador Tallys Tanilis de Oliveira Brito, 24 anos, usou o Facebook para se vangloriar por ter assassinado um adolescente em Mossoró. Foto:Divulgação
Tatuador Tallys Tanilis de Oliveira Brito, 24 anos, usou o Facebook para se vangloriar por ter assassinado um adolescente em Mossoró. Foto:Divulgação

Um dia depois de ter assassinado a tiros um adolescente de 15 anos, o tatuador Tallys Tanilis de Oliveira Brito usou o Facebook para se vangloriar de ter cometido o crime. “A boca só se cala quando o tiro acerta”, postou, para, em seguida, escrever novamente. “Nunca mexa com mulher de malandro. Você pode acabar morrendo. Isso é aqui, na cadea (sic) ou em qualquer canto”, anunciou o rapaz de 24 anos.

De acordo com o delegado José Cleiton Pinho, o adolescente Marcos Vinicius de Lima Soares foi morto no sábado, por volta das 14h30, no bairro Aeroporto II. “O garoto vinha passando e Tallys o abordou e atirou. O rapaz correu e ele foi atrás e terminou de executar”, contou o delegado.

Segundo Pinho, a morte foi motivada por ciúmes. “Ele nos relatou que o garoto estava assediando a mulher dele”, disse. As mensagens postadas no Facebook contribuíram para chegar na autoria dos disparos. “Ele deixou transparecer que o que fez foi um ato normal para ele. Estava lavando a honra, algo que existia antigamente e que hoje no Direito Penal não se admite”, avaliou o delegado.

Tatuador Tallys Tanilis de Oliveira Brito, 24 anos, usou o Facebook para se vangloriar por ter assassinado um adolescente em Mossoró. Foto:Divulgação
Tatuador Tallys Tanilis de Oliveira Brito, 24 anos, usou o Facebook para se vangloriar por ter assassinado um adolescente em Mossoró. Foto:Divulgação

Na segunda-feira, Tallys se apresentou à polícia e, em depoimento, confessou ter cometido o crime. “Como não havia mais o flagrante, ele foi solto, mas o pedido de prisão já foi encaminhado à Justiça”, salientou. Tallys irá responder por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e pelo fator surpresa.

Fonte:Terra

Compartilhar: