Técnico de Renan Barão assume culpa por derrota e pede revanche no UFC

André Pederneiras disse que ex-campeão merece novo duelo contra Dillashaw

20140605221301701048i

A derrota de Renan Barão para TJ Dillashaw no UFC 173, em 24 de maio passado, que custou ao potiguar a perda  do cinturão do peso galo, voltou à tona nesta quinta-feira, em declaração dotreinador do brasileiro, André Pederneiras. Em entrevista em vídeo publicada no site do UFC, O líder da equipe Nova União, no Rio de Janeiro, assumiu a culpa pelo revés e disse que o pupilo merece uma revanche imediata contra o norte-americano e novo campeão da divisão.

Renan Barão teve interrompida uma sequência invicta de 33 lutas – até então ele só havia perdido na estreia como profissional de MMA, em 2005. A série positiva é o principal motivo alegado pelo treinador para que o agora ex-campeão tenha a revanche imediata contra TJ Dillashaw. Pederneiras considera que o knockdown sofrido pelo brasileiro logo no primeiro round foi determinante para a derrota.

“O TJ veio com uma proposta boa e conseguiu impor o seu jogo. O knockdown no primeiro round acabou definindo a luta, aquela pancada tirou o Barão da luta. No intervalo, a gente falava com ele e víamos que ele não estava concentrado, não percebia o que falávamos com ele. Eu disse para não entrar em trocação no segundo round, que ele precisava pensar a partir do terceiro. E ele voltou socando e chutando, não percebia o que falávamos com ele”, relatou o treinador.

O líder da Nova União, que conta ainda com o campeão dos penas, José Aldo, e o ex-campeão dos pesados, Junior Cigano, eximiu Barão de culpa e assumiu a responsabilidade pela surpreendente derrota. “Se alguém errou não foi o Barão, talvez tenha sido eu, como treinador. São coisas que podem acontecer com todo mundo, a gente procura alguém para colocar a culpa, por isso eu prefiro assumir a culpa em vez de colocá-la nele”, destacou.

Pederneiras espera pela marcação de uma revanche imediata contra TJ Dillashaw, justamente por causa da boa sequência de Renan Barão antes da derrota em Las Vegas. “Vou dar um prazo de cinco ou seis meses para a próxima luta do Barão. Assim ele vai descansar bem e o corpo vai se recuperar de dois camps fortes. Ele vai entrar em outro e estará pronto para lutar em outubro ou novembro. Queremos a revanche imediata, o barão era o campeão e tem uma credencial para pedir a revanche sem ter que voltar um pouco na fila para ter nova chance de lutar pelo título”, comentou.

 

Fonte: Super Esportes

Compartilhar: