Técnico Felipão já confirma oito de seus 23 convocados para Copa

Thiago Silva, David Luiz, Júlio César e Fred foram apontados pelo técnico como líderes da equipe. Ramires, Willian, Oscar e Paulinho também têm vagas certas

67ui67i67i67i6i

O técnico Luiz Felipe Scolari confirmou nesta quinta-feira que já tem na cabeça a lista dos 23 jogadores que defenderão a seleção brasileira na Copa do Mundo – e acabou revelando publicamente oito dos nomes já definidos. Felipão disse que nem mesmo seu auxiliar Flávio Murtosa, que o acompanha há décadas, foi avisado de todas as escolhas. O coordenador técnico Carlos Alberto Parreira e o presidente da CBF, José Maria Marin, também não sabem de todos os nomes. Apesar de garantir o sigilo até o dia 7 de maio, quando a lista completa será divulgada no Rio de Janeiro, o técnico não hesitou em comentar abertamente algumas de suas escolhas. Ele apontou, por exemplo, quais serão os líderes de seu grupo. “Eles já foram escolhidos. Um é o David Luiz. Ou seja, ele já deve estar convocado então…”, disse o treinador, sorrindo. “Os outros são Thiago Silva, Júlio César e Fred. Esses quatro escolhidos são pessoas com quem eu já tinha conversado um pouco mais forte nas viagens.”

A experiência de ter mais de um capitão no grupo é uma lembrança da campanha do penta, em 2002. Emerson, que usaria a braçadeira, sofreu uma lesão num treino. Na ocasião, Cafu passou a ter a responsabilidade de vestir a tarja, mas Roberto Carlos, Roque Júnior, Rivaldo e Ronaldo também eram considerados capitães. Além de elencar os líderes de seu grupo, Felipão também revelou outros nomes já assegurados na convocação. Em viagem pela Europa há poucas semanas, o treinador avisou a alguns atletas que eles serão convocados para a Copa. Além de David Luiz, outros três brasileiros do Chelsea estão nessa situação: Ramires, Willian e Oscar. Paulinho, do Tottenham, é mais um que não tem risco algum de ser excluído. “Conversei com cinco jogadores em Londres e falei que eles estarão em meu grupo”, confirmou.

Felipão disse que a grande quantidade de atletas da seleção no Chelsea faz com que ele fique dividido sobre a participação do clube londrino na reta final da Liga dos Campeões. A equipe empatou o primeiro jogo contra o Atlético de Madri, na Espanha. “Se fosse analisar para nós, seria bom que o Atlético passasse pelo Chelsea, porque teríamos os quatro mais descansados. Mas, na parte psicológica, os quatro seriam perdedores. Por isso, deixe que joguem. Quem ganhar, ganhou.” A final da Liga dos Campeões acontece no dia 24 de maio, em Lisboa, apenas dois dias antes da apresentação da seleção. A convocação acontece em 7 de maio – e o técnico diz que só não vai revelar mais jogadores garantidos porque teme algum imprevisto.

“Não tenho dúvida nenhuma, mas vou esperar o fim dos campeonatos, porque de um dia para o outro pode ter problema. Ontem, por exemplo, o Henrique se acidentou”, disse o técnico, citando seu ex-zagueiro no Palmeiras, cotado para uma vaga de reserva no grupo da Copa. “Não sabemos o que vai acontecer. Já tenho minhas ideias, mas nem Murtosa, Parreira ou o presidente Marin sabem, porque não existe segredo entre duas pessoas. Nem para a mulher tem que contar”, brincou. Mas o torcedor pode ter pelo menos uma certeza, segundo Felipão: a divulgação da lista não terá nenhuma emoção e será absolutamente previsível. “Não haverá grandes novidades, não se preocupem. Se fizerem a lista, vão acertar 22 e talvez errar um”, garantiu. Felipão participou de uma palestra sobre psicologia esportiva na Universidade São Judas, na Zona Leste de São Paulo.

 

Fonte: Veja

Compartilhar:
    Publicidade