Terminal Salineiro de Areia Branca começa o ano já registrando crescimento

- O Terminal Salineiro de Areia Branca, que é administrado pela Companhia Docas do RN (Codern), fechou os meses de…

- O Terminal Salineiro de Areia Branca, que é administrado pela Companhia Docas do RN (Codern), fechou os meses de janeiro e fevereiro com aumento percentual na movimentação de sal em relação ao mesmo período de 2013.

– Enquanto no ano passado o Porto-Ilha embarcou 106.700 toneladas em janeiro, neste ano o valor em toneladas alcançou 147.980, o que significa um aumento de 38,69%.

– Já em relação ao mês de fevereiro, o Terminal Salineiro embarcou 106.824 toneladas de sal, contra 104.650 no mesmo mês do ano passado. Esses números mostram um aumento de 2,08% durante o mês e de 20,56% no acumulado.

– Nestes dois primeiros meses, o terminal recebeu oito navios – que foram responsáveis pelos embarques acima registrados, mais de 250 toneladas embarcadas de sal.

– No ano passado, em janeiro e fevereiro foram somadas 212 toneladas em embarques de sal, com quatro navios em cada mês. Isso significa que o aumento, no comparativo realizado nos dois primeiros meses de cada ano, chega a quase 20%.

– De acordo com o presidente da Codern, Pedro Terceiro de Melo, o aumento se deve em parte à alta do dólar e também à falta de chuvas registradas no primeiro bimestre desse ano.

– “O dólar é um dos atrativos para esse tipo de transação, pois ele estando alto facilita as negociações e grande parte desse sal foi exportado para países como Nigéria e Camarões. Além disso tivemos poucas chuvas nesse período, o que também permitiu que a produção de sal aumentasse, e consequentemente as exportações”, explica.

– Ainda segundo o presidente da Codern, a previsão para os próximos meses é que a movimentação de sal cresça ainda mais. Para este mês, a expectativa é fechar em 120 mil toneladas – no ano passado foram registrados 85 mil toneladas.

– Já a previsão para o primeiro semestre desse ano é atingir em torno de 800 mil toneladas, o que no comparativo com os primeiros seis meses de 2013 aumentaria a movimentação em mais de 50%, já que no primeiro semestre do ano passado o terminal movimentou 524,2 mil toneladas de sal.

Prefeito garante que comércio de Natal funcionará durante os jogos da Copa

– A noite de reinauguração do edifício-sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), nesta sexta-feira, foi marcada por um importante anúncio do prefeito Carlos Eduardo Alves.

– “A Prefeitura do Natal assegura aos empresários, que tanto trabalham, que não será feriado nos dias de jogos da Copa do Mundo 2014 nesta cidade. Este é um ponto que vinha trazendo preocupação aos empresários, mas não há quem impeça de abrirmos nosso comércio, para aproveitar o fluxo de pessoas que vem assistir os jogos, e fazer o que precisamos, que é promover o desenvolvimento da nossa economia”, garantiu Carlos Eduardo.

– Este posicionamento era bastante aguardado pelos empresários, já que pela Lei Geral da Copa em dia de jogo pode ser decretado feriado.

– “Este anúncio foi de fundamental importância para os empresários do setor de comércio de Bens, Serviços e Turismo. Com isso ficamos mais tranquilos, já que vamos poder aproveitar o número de visitantes na capital para turbinar as vendas”, comemorou Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio RN.

Ufersa conquista 1º lugar no Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável

– Um projeto de pesquisadores da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) foi o grande vencedor da 6ª edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável – Brasil, que reconhece iniciativas de sustentabilidade aplicadas a segmentos da engenharia, arquitetura e agronomia.

– Durante a cerimônia de premiação, realizada nesta quarta-feira, no auditório do Maracanã, Rio de Janeiro, a empresa apresentou os cinco projetos que também foram para a final. As propostas são oriundas das universidades de São Bernardo do Campo (SP), Salvador (BA), Foz do Iguaçu (PR) e Rio de Janeiro (RJ).

– Cada trabalho recebeu R$ 60 mil, sendo R$ 20 mil para o estudante/grupo, R$ 20 mil para o orientador e R$ 20 mil para a universidade.

– E os estudantes autores dos trabalhos classificados serão convidados a participar de processos seletivos para oportunidades na Odebrecht.

– O projeto inscrito pela Ufersa é de orientação do professor Nildo da Silva Dias, e conta com a participação dos estudantes Jair José Rabelo de Freitas e Marlon Luan da Costa Ferreira, do curso de Agronomia. A equipe inscreveu o trabalho “Criação de Tilápias com Água de Reuso após Tratamento por Osmose Reversa”.

OAB/Caicó reunirá advogados para discutir a seca no sertão e convivência com o semiárido

– A Ordem dos Advogados do Brasil, através da Subseção de Caicó, promoverá, nos dias 3 e 4 de abril, no auditório da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – CERES, o 1º Encontro Regional dos Advogados do Sertão.

– O evento, que é pioneiro e será realizado em Caicó, terá o tema central “A Seca no Sertão e a convivência com o semiárido – Um enfoque Jurídico-Social”; e conta com a parceria das Subseções da OAB de Currais Novos, Pau dos Ferros, Assu e Mossoró, além de Patos, da Paraíba.

– O objetivo do encontro é enriquecer as discussões jurídico-sociais, principalmente entre graduandos e profissionais do Direito, instituições públicas e privadas afins e população em geral.

– Para isso contará com a presença de palestrantes renomados nacionalmente, como o ex-ministro do Superior Tribunal de Justiça, José Augusto Delgado, o produtor rural, Manelito Vilar, e o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves.

Receita Federal apreende equipamentos náuticos irregulares no litoral do RN

– A Receita Federal, com apoio da Marinha do Brasil (3º Distrito Naval e Capitania dos Portos em Natal) e Polícia Federal, iniciou a operação “Vento Forte” no RN.

– Uma ação da operação – que tem o objetivo de reprimir a presença no território nacional de equipamentos náuticos introduzidos na economia potiguar de forma irregular, fora do alcance do controle aduaneiro exercido pela Receita Federal e sem a anuência dos Órgãos Federais incumbidos dos controles de comércio exterior – ocorreu nesta quinta-feira.

– Entre as mercadorias retidas constam equipamentos utilizados na prática de esportes náuticos, como kitesurf, windsurf e stand up.

– A participação da Inteligência da Receita Federal em Natal na pesquisa e seleção dos alvos fiscalizados foi decisiva para o êxito da Operação. As investigações revelaram que muitos desses equipamentos eram introduzidos na economia local por viajantes estrangeiros.

– No total de retenções na quinta-feira, efetuadas em razão de ausência de documentação que comprovasse a importação regular dos equipamentos, encontram-se 104 pranchas diversas para a prática de esportes náuticos, 192 velas utilizadas na prática de windsurf e assessórios diversos, incluindo 81 retrancas, peça componente do conjunto de windsurf.

– O volume de equipamentos retidos foi avaliado em R$ 573.900,00.

Compartilhar: