Torcedor armado causa confusão no treino da Colômbia e é expulso

Dois torcedores iniciaram briga na arquibancada e foram rapidamente contidos por seguranças do São Paulo. Um deles carregava uma faca escondida na manga do agasalho

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Dois torcedores brigaram durante o treino da Colômbia no Centro de Formação de Atletas do São Paulo, em Cotia, e foram retirados do local pelos seguranças do clube. Um deles estava com uma faca escondida na manga do agasalho. A Polícia Militar nega a existência da arma branca, embora seguranças do São Paulo tenham confirmado que o objeto foi sacado.

Como a maioria dos presentes, os brigões eram colombianos. A suspeita é de que tenham iniciado a discussão por torcerem por clubes diferentes. Eles chegaram às vias de fato e foram apartados por quem estava por perto, até que a faca foi vista por seguranças e torcedores, e o público se dispersou.

Ambos foram encaminhados para um posto policial que está em frente ao CT são-paulino.

Segundo o capitão Roque, da Polícia Militar, nenhuma faca foi vista, nem antes nem depois da briga. Porém, ele informa que os vândalos foram barrados durante a revista por carregarem chaves de fenda na mochila. O problema, segundo o capitão, foi da Fifa, que liberou a entrada dos torcedores mesmo assim.

Ainda de acordo com o policial, os brigões são integrantes de um grupo de cinco barra-bravas que estava em Cotia – os outros três foram revistados e liberados.

A atividade desta segunda-feira foi a primeira da seleção colombiana em solo brasileiro e pouco menos de mil pessoas tiveram acesso à arquibancada – não era preciso pagar ingresso. Após a confusão, um segurança são-paulino disse não saber como a faca havia passado pela revista.

O clima também foi de paz, com torcedores fazendo festa e até usando perucas alusivas ao corte de cabelo de Valderrama, ídolo da seleção colombiana.

Fonte: Lancenet

Compartilhar:
    Publicidade