Torcida do Flamengo faz protesto na Gávea até início da madrugada

Cerca de 200 rubro-negros realizaram protestos com faixas, baterias e carros de som enquanto Conselho Diretor se reunia em sede do clube

Faixa foi estendida em frente ao clube, na sede do remo. Foto: Reprodução
Faixa foi estendida em frente ao clube, na sede do remo. Foto: Reprodução

A paciência da torcida parece mesmo ter chegado ao fim com a diretoria do Flamengo. Na noite de segunda-feira, se estendendo até a madrugada desta terça, cerca de 200 rubro-negros realizaram uma caminhada do Ipanema até a porta do clube, na Gávea, para um protesto pacífico. Com faixas, baterias e até um carro de som, os torcedores fizeram duras críticas ao presidente Eduardo Bandeira de Mello, ao vice de marketing Luiz Eduardo Baptista, o Bap e, também, a medalhões do time, como André Santos, Elano e o goleiro Felipe, enquanto os dirigentes participavam da reunião do Conselho Diretor.

Na última segunda-feira, torcedores estenderam faixas na sede, porém, pouca movimentação foi registrada. Nesta segunda, nova faixa, com o dizer, “INDIGNAÇÂO” foi estendida na porta, além de cartazes com o rosto de Bap, com ofensas ao dirigente.

 

Além disso, os líderes do protesto foram recebidos pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello. Mesmo com o reforço da segurança no entorno do clube, nenhuma ocorrência foi registradas.

O clima tenso não se definiu apenas no lado de fora do clube. Isso porque na reunião organizada por Bap com os grande beneméritos do clube, o atual vice-presidente de marketing acabou discutindo com o Conselheiros Antonio Augusto.

Fonte: Lancenet

Compartilhar: