Tradicional ‘Praça das Flores’ em Petrópolis será totalmente reformada

O piso apresenta alguns falhas e buracos, além das paredes pichadas do box central

Um dos locais mais tradicionais de Natal onde já aconteceram diversos eventos culturais da capital potiguar, a Praça das Flores, que fica localizada no bairro de Petrópolis e que hoje se encontra em um estado de abandono deve passar por um reforma quase que completa.

Pelo menos é isso que promete a Prefeitura do Natal, por intermédio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur). “O projeto arquitetônico já foi finalizado. Agora estamos na parte orçamentária – que deve demorar mais uns 30 dias – e ainda vamos passar pelo processo de licitação para só então podermos iniciar a reforma”, destacou a engenheira civil da Semsur, Lorena Araújo Alves.

A engenheira ainda explicou um pouco de como ficará a ‘nova’ Praça das Flores, que perderá a sua principal ‘atração’. “Na verdade vai ser um processo de intervenção quase que completo na praça. Podemos dizer que a Praça vai ser construída do zero. Será uma praça no padrão mais alto de acessibilidade. Vamos ter um box para alimentação e uma floricultura. Com o projeto, aquele box central, será retirado e levado para algum outro local, que ainda será definido. Vai ser uma praça mais arborizada. Um local com uma estrutura para a população”. O projeto foi uma doação da arquiteta Gleide Fernandes.

Enquanto a reforma do local não acontece, a Praça segue em estado de abandono. Quando a reportagem esteve lá na manhã desta segunda-feira (10), apenas alguns funcionários da Prefeitura estavam fazendo a limpeza. Porém, os bancos estão degradados, com apenas alguns ‘remendos’ que seguram a estrutura. O piso apresenta alguns falhas e buracos, além das paredes pichadas do box central. O box também está sendo utilizado por moradores de rua, que dormem no local.

Com problemas estruturais, tradicional praça passará por uma ampla reforma, que mudará a arquitetura do local. Comerciantes e moradores da região ressaltam ‘sinais de abandono’ e reclamam de insegurança. Foto: Heracles Dantas
Com problemas estruturais, tradicional praça passará por uma ampla reforma, que mudará a arquitetura do local. Comerciantes e moradores da região ressaltam ‘sinais de abandono’ e reclamam de insegurança. Foto: Heracles Dantas

 

Insegurança

Além dos problemas estruturais, uma questão preocupante na Praça das Flores é a falta de segurança. Relatos de assaltos são constantes e o medo de população só aumenta. Quando a reportagem esteve no local na manhã desta segunda-feira (10), os poucos comerciantes que estavam por lá se negaram a falar sobre o assunto.

O único que quis falar foi o taxista José Matias, de 52 anos e que desde 1997 trabalha no ponto da praça. Ele lembra que, juntamente com os colegas, já vivenciou momentos complicados no local. “Aqui a situação é complicada. No período da noite principalmente. Já tivemos um colega aqui que foi furado durante um assalto. Frequentemente nós também presenciamos pessoas que apenas estão passando pela praça serem assaltadas, além das pessoas que ficam no ponto de ônibus”.

Apesar do medo causado pela insegurança, Matias afirma que não pretende ir trabalhar em outro local. “Já estou aqui há bastante tempo e não pretendo sair. Antigamente isso aqui era muito bom, muito tranqüilo. Infelizmente, a insegurança é muita, mas a clientela também é grande. Assim fica complicado pensar em sair. A única coisa que queremos é mais segurança para trabalharmos um pouco mais tranquilos”.

Compartilhar:
    Publicidade