Tragédia anunciada? – Danilo Sá

O momento, é bem verdade, não é de se procurar culpados. Natal nunca passou por nada nem próximo do problema…

O momento, é bem verdade, não é de se procurar culpados. Natal nunca passou por nada nem próximo do problema enfrentado por moradores de Mãe Luiza. Mas, de certa forma, o que está acontecendo em um dos bairros mais pobres da capital potiguar, não pode ser encarado como uma fatalidade inesperada. Ninguém ocupa uma encosta e constrói edifícios as margens de dunas sem a devida resposta da natureza.

A invasão sem nenhum tipo de organização em Mãe Luiza já dura décadas. Nunca o poder público sequer tentou manter algum tipo de ordem na região. Simplesmente liberou geral para que os moradores definissem os limites da mão humana sem se preocupar com fatores de engenharia, meio ambiente e urbanismo. De certa forma, embora de forma mais elitizada, o mesmo se repetiu nos condomínios de Areia Preta.

Ora, nunca se discutiu a real dimensão que aqueles prédios, cada vez mais altos, causavam para a cidade. O esgoto corria a céu aberto para o mar, em um dos endereços mais nobres da cidade, como se fosse algo natural, típico de uma cidade que tenta eternamente se tornar grande.

Como se fosse um mantra, boa parte da população sempre repetiu que, em uma grande chuva, aquela região correria grandes riscos. Como a cidade jamais foi apegada a tempos chuvosos, jamais se pensou que o dia desse temporal chegaria. Mas chegou. E por pouco não levou vidas inocentes com ele. Por sorte e competência da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, as casas engolidas pela grande cratera foram desocupadas a tempo.

Como já foi dito, o momento é de superar o atual problema, reconstruir a cidade e recuperar a cidadania das pessoas que perderam o pouco que tinham. Mas, passado o momento de solidariedade, é preciso sim buscar as responsabilidades. Afinal de contas, porque os investimentos em drenagem e esgotamento sanitário em Natal demoram tanto a se transformar em realidade?

Hoje, no poder, Carlos Eduardo está perto de completar 10 anos como prefeito, contando-se seus mandatos anteriores. Como sua vice, Wilma de Faria já esteve por seis anos no cargo, isso sem falar nos oito anos de governo. O que a dupla fez, nesse tempo todo, para evitar estragos como o desse final de semana?

Muito mais do que resistir e sobreviver as intempéries do tempo, Natal precisa recuperar o tempo perdido no passado para evitar a repetição do caos no futuro. Porque, de certa forma, o trágico deslizamento registrado em Mãe Luiza era mais do que anunciado para quem vive em Natal.

NO SCRIPT

Como mais do que previsto, o DEM oficializou ontem que a governadora Rosalba Ciarlini não será candidata a reeleição. Apesar da insistência da gestora e de terem surgido até mesmo três legendas de último hora dispostas a apoiar seu projeto, venceu a tese defendida pelo senador José Agripino Maia, de fechar coligação na proporcional com o PMDB e seus aliados.

DIVISÃO

A crise interna no Democratas expõe o racha em que o partido vive atualmente no Rio Grande do Norte, além de deixar o futuro da legenda bastante obscuro. Muitos disseram optar pela aliança proporcional pela sobrevivência do DEM. Mas, é praticamente certo que após a campanha o grupo de Rosalba mude de sigla, reduzindo ainda mais o tamanho do partido. É esperar.

DISPUTA POR VOTOS

Agora é preciso analisar para onde seguirão os poucos (?) votos de Rosalba. Henrique leva vantagem, já que Robinson há anos segue com suas críticas ao governo da democrata. Mas, o percentual de votos da Rosa na região Oeste não deverá ser nada desprezível. Os próximos passos da classe política potiguar mostrarão para onde vão os seguidores da governadora.

FBI EM NATAL

Expectativa é de uma super segurança hoje em Natal para o jogo entre Gana e Estados Unidos. Como se não bastasse a presença da equipe americana, simplesmente o vice-presidente do país, Joe Biden, também resolveu vir a Natal acompanhar o duelo. Ou seja, todo mundo vira suspeito de terrorismo. Tem muitos agentes do FBI espalhados por Natal.

INFLUÊNCIA

Por falar em Copa do Mundo, expectativa é de uma grande invasão americana hoje na capital potiguar. Cerca de 20 mil ingressos foram vendidos antecipadamente para os turistas oriundos dos Estados Unidos. Algo só comparado a época da II Guerra, quando milhares de soldados americanos vieram para a base aérea construída em Parnamirim, mudando de forma definitiva a relação dos natalenses com uma das maiores potências da economia mundial.

FESTA

Após o sucesso na estreia com o jogo do Brasil na abertura da Copa do Mundo, a Arena Budweiser Natal traz para o segundo jogo da seleção uma novidade internacional: o Beach Club na Via Costeira vai receber a Hedkandi World Cup Party na terça-feira (17). É considerada a festa mais glamurosa da música eletrônica e acontece em locais badalados do mundo como Mônaco, Dubai, Punta Del Este no Uruguai e na badalada Ibiza. Além disso de capitais brasileiras como Brasília e Belo Horizonte.

REGRAS

A partir deste ano, as Sociedades de Grande Porte deverão informar em seus cadastros no Sistema Público de Escrituração Digital o nome do auditor independente responsável pela auditoria a elas considerada obrigatória, bem como seu respectivo registro junto à Comissão de Valores Mobiliários. A nova exigência foi aceita pela Secretaria da Receita Federal em atendimento à solicitação do Ibracon (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil) e divulgada em um normativo emitido pelo Departamento de Registro Empresarial e Integração em dezembro de 2013.

GIRA MUNDO

Boa notícia. O ex-piloto Michael Schumacher saiu do coma e deixou o Hospital de Grenoble, na França, após sair do coma, informou nesta segunda-feira a assessora dele, Sabine Kehm, em comunicado oficial. Ela agradeceu o apoio dos fãs durante os quase seis meses desde o acidente de esqui sofrido pelo alemão, mas manteve o mistério sobre a recuperação do heptacampeão mundial de F1. De acordo com o comunicado, Schumacher ainda tem uma “longa fase de reabilitação” pela frente, que “acontecerá distante dos olhos do público”.

Compartilhar:
    Publicidade