Transtorno obsessivo compulsivo fez Sain Pierre abandonar o UFC

O canadense ainda não sabe se vai se aposentar do esporte que o consagrou em todo o mundo, mas tem certeza de que fez a escolha correta ao se afastar do octógono para manter a saúde mental

O ex-campeão meio médio do UFC, George Saint Pierre assumiu ter TOC. Foto:Divulgação
O ex-campeão meio médio do UFC, Georges Saint Pierre assumiu ter TOC. Foto:Divulgação

Após rumores e especulações sobre o motivo por trás da decisão de Georges Saint Pierre em abandonar as artes marciais mistas por tempo indeterminado, o ex-campeão meio médio do UFC revelou que a luta contra o transtorno obsessivo compulsivo estava lhe deixando louco.

“Como competidor, lutador, é uma coisa boa para se ter porque isso te torna melhor porque você fica completamente obcecado em se tornar o melhor artista marcial”, disse à CBC News. “Todo dia, tudo o que você faz é direcionado a um objetivo. Essa mesma obsessão eu tenho no meu trabalho, no meu emprego, para me tornar melhor e isso estava me deixando louco”, declarou.

O canadense ainda não sabe se vai se aposentar do esporte que o consagrou em todo o mundo, mas tem certeza de que fez a escolha correta ao se afastar do octógono para manter a saúde mental.

“É por isso que eu dei um tempo. Não chamo isso aposentadoria porque não sei se será, mas tive de me afastar da competição por enquanto. Eu tenho feito isso por muito tempo. Primeiro, eu comecei porque era divertido, eu amava isso. Então a diversão se tornou negócio, então os negócios com as críticas, as expectativas, a pressão. Você é o alvo e todo mundo quer o que você tem. Você se torna obsessivo como um louco, então tive de sair para manter a minha saúde mental”.

Apesar da revelação, Rush St. Pierre mantém firme a postura contra a deficiente política de controle antidoping, que havia, até então, sido o motivo que explicou a vacância do título até 77kg do Ultimate.

Fonte:Terra

Compartilhar:
    Publicidade