Treino funcional vira mania em Natal entre pessoas todas as idades

O treinamento funcional serve principalmente como atividade complementar, como a musculação

Treino-funcional-JA-(17)

A nova onda que vem tomando a areia das praias de Natal é o treino funcional. É difícil não ter um sábado ou domingo com grupos se movimentando de um lado para o outro em meio a pneus e outros apetrechos.

A dona de casa Etiana Oliveira começou o treino funcional há um ano, mesmo período em que entrou na academia de ginástica. Aos 47 anos, ela acompanha as filhas de 20 e 15 anos nos treinos e não deixa nada a dever. “E eu na ativa. Às vezes eu bato a de 20 anos. No outro treino funcional, eu consegui levantar o pneu e ela não”, comentou.

Quem confirma essa disposição é a filha de 15 anos, Tereza Oliveira, que hoje estava ao lado da mãe. “Minha irmã cansa muito rápido. Eu já fiz algumas vezes o treino funcional, mas prefiro malhar [musculação] mesmo, eu não acho chato”, disse a estudante. A caçula de Etiana entrou na há seis meses na mesma academia e também pratica Muay Thai.

Treino-funcional-JA-(107)

Para a dona de casa, o que mais melhorou depois que começou a fazer atividade física regular foi a capacidade respiratória. “O condicionamento físico foi o que mais melhorou. Você fica mais ativa. Antes eu ficava cansada com tudo, com essas aulas você se sente mais disposta”, contou.

Além de Etiana e Tereza, um grupo da academia que elas freqüentam realiza o treino funcional. Segundo o profissional de educação física Eduardo Wernik, essa modalidade de atividade física pode ser realizada por pessoas de todas as idades desde que passem por avaliação médica antes que começar a prática. “É interessante que ele passe antes por esse tipo de avaliação, principalmente se tiver parado por muito tempo. Se ele vier com uma patologia, a gente consegue adequar o treino”, informou.

O treinamento funcional serve principalmente como atividade complementar, como por exemplo, para a musculação. “A grande maioria não treinou na sexta para fazer esse treino hoje”, disse Wernik. Dessa forma, as pessoas preservam o relaxamento de 24 horas entre um treino e outro de cada grupo muscular. “No domingo, descanso geral. É família, comer bem e dormir bem”, recomendou.

A grande diferença do treino funcional para musculação, por exemplo, é o uso do peso do próprio corpo para realizar os exercícios. Os praticantes também podem usar algumas ferramentas como bolas, bastões e halteres. Isso tudo trabalhando todos os grupos musculares numa mesma seção. “Como não é um treino com sobrecarga, eles trabalham o corpo todo. Enquanto eles fazem um exercício, o outro grupo muscular descansa”, explicou o profissional de educação física. Segundo Eduardo Wernik, da academia Bodytech as pessoas ganham equilíbrio, agilidade, condicionamento, resistência e equilíbrio.Também na manhã deste sábado (7) , o grupo dessa academia experimentou uma nova modalidade de treino funcional: 20 minutes workout (20 minutos de malhação). Nessa modalidade, os praticantes fazem exercícios de forma ainda mais intensiva. São quatro rounds de cinco minutos. Entre os rounds há um intervalo de 1 minuto. Dentro de cada minuto dos rounds, o praticante faz um exercício durante 50 segundos e descansa 10 segundos, o tempo necessário para o educador físico demonstrar como será o novo exercício.

Compartilhar: