Tricampeão Gerson tira camisa e comanda torcida do Bota de cabine de rádio

Gerson parecia não acreditar no que estava acontecendo e vibrou muito com a classificação do Botafogo para a fase de grupos da Libertadores

O canhotinha de ouro se excedeu na comemoração. Foto:Divulgação
O canhotinha de ouro se excedeu na comemoração. Foto:Divulgação

A vitória por 4 a 0 sobre o Deportivo Quito e a classificação para a fase de grupos da Copa Libertadores deixou a torcida do Botafogo enlouquecida no Maracanã na noite desta quarta-feira. A histórica vitória na competição após 18 anos fez até um tricampeão mundial pela seleção brasileira quebrar o protocolo dentro de uma das cabines de rádio do estádio.

Gerson, o “Canhotinha de Ouro”, não conteve a emoção após o terceiro gol de Wallyson, tirou a camisa dentro da cabine da Rádio Transamérica e comandou a torcida alvinegra no setor oeste superior do Maracanã.

Muito emocionado, Gerson chorou e viu a torcida gritar o seu nome ao final do jogo.

“Todo mundo sabe que eu sou ‘meio’ botafoguense [a outra metade é Fluminense]. Estava torcendo muito para que ele entrasse nessa fase de grupos. Não existe torcida igual a essa do Botafogo. Com o gol, fiquei maluco e emocionado. Estava cheio de tesão, resolvi tirar a camisa e comemorar. Eles merecem”, disse o ex-jogador, comentarista e tricampeão mundial na Copa do Mundo de 1970.

O jogo desta quarta foi o segundo de Gerson em sua “nova casa”. Após deixar a Rádio Globo em 2012, ele passou pela Rádio Bradesco Esportes FM e se transferiu para a Transamérica no início deste ano.

Fonte:Uol

Compartilhar:
    Publicidade