TRT-RN julgará a greve dos rodoviários na manhã desta terça-feira

Greve teve início no último dia 12

Foto: José Aldenir/O Jornal de Hoje
Foto: José Aldenir/O Jornal de Hoje

Os desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho do Rio Grande do Norte julgarão, nesta terça-feira (24), a partir das 9h, o dissídio coletivo dos rodoviários, que estão em greve desde a zero hora da quinta-feira (12). O processo tem como relator o desembargador Eridson Medeiros.

Na quarta-feira passada (18), representantes dos motoristas e das empresas de transporte participaram de audiência de conciliação, presidida pelo desembargador Carlos Newton Pinto, mas não chegaram a um acordo quanto a um índice de reajuste salarial, a unificação do vale refeição para todas as categorias profissionais do transporte e o percentual de ônibus circulando sem cobradores.

Antes disso, o presidente do TRT-RN, desembargador José Rêgo Júnior, determinou o funcionamento mínimo de 70% da frota nos horários de pico e de 50% nos demais horários nas linhas intermunicipais e metropolitanas, sob pena de multa diária de R$ 100 mil aos dirigentes do SINTRO e empregados da categoria, em caso de descumprimento.

O desembargador Carlos Newton Pinto estendeu os efeitos dessa decisão para os trabalhadores do transporte urbano de Natal.

Carlos Newton também atendeu ao pedido da Advocacia Geral da União e determinou que o serviço fosse ampliado para 90% durante quatro horas que antecedem e, também, quatro horas após os jogos da Copa realizados no estádio Arena das Dunas, em Natal.

Durante a audiência de conciliação, os motoristas prontificaram-se a circular com 100% da frota da cidade em dias de jogo na Arena das Dunas.

Compartilhar:
    Publicidade