Tuberculose afeta um milhão de crianças por ano; duas vezes mais do que se pensava

Dado faz parte de um estudo publicado pela revista médica britânica The Lancet

Quase um milhão de menores de 15 anos desenvolvem tuberculose a cada ano no mundo, segundo estudo. Foto: Getty Images
Quase um milhão de menores de 15 anos desenvolvem tuberculose a cada ano no mundo, segundo estudo. Foto: Getty Images

Quase um milhão de menores de 15 anos desenvolvem tuberculose a cada ano no mundo, duas vezes mais do que se pensava até agora, segundo um estudo publicado pela revista médica britânica The Lancet, por ocasião do Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, comemorado nesta segunda-feira (24).

Cientistas americanos calculam que pelo menos 999.800 menores de idade são afetados a cada ano pela tuberculose. Deles, 32.000 desenvolvem uma tuberculose multirresistente (TB-MR) aos medicamentos.

Segundo Ted Cohen, um dos coautores do documento, professor na Harvard School of Public Health de Boston, “estas estimativas são duas vezes maiores que as da OMS (Organização Mundial da Saúde) de 2011 e três vezes a mais que o número de casos notificados entre crianças a cada ano”.

Segundo os dados mais recentes da OMS, 530.000 menores de idade contraíram tuberculose em 2012.

Esta é a primeira vez que os especialistas avaliam o número de casos de tuberculose multirresistente (TB-MR) em menores de 15 anos, que representam 25% da população mundial.

A TB-MR é uma forma de tuberculose provocada por um bacilo que resiste à Isoniaziada e à Rifampicina, os dois medicamentes mais eficazes para combater a doença pulmonar.

Segundo o estudo, a Ásia meridional e oriental é a região mais afetada pelo fenômeno, com 400.000 casos a cada ano, sendo 10.000 de TB-MR, à frente da África (280.000 casos anuais, sendo 4.700 de TB-MR).

Os cientistas destacam a necessidade de melhorar os métodos de diagnóstico nas crianças e, em particular, nos menores de cinco anos que correm mais riscos de desenvolver formas severas de tuberculose.

De acordo com a OMS, 450.000 pessoas desenvolveram TB-MR no mundo e 170.000 morreram em 2012, mas apenas 20% receberam tratamento adequado, o que favorece a propagação da doença.

 

Fonte: AFP / R7

Compartilhar: