UFRN lança centro de imprensa para jornalistas que farão cobertura da Copa

Universidade aproveitou estrutura do Laboratório de Comunicação para atrair jornalistas de todo o mundo durante o evento

sala-de-imprensa-para-a-copa-na-UFRN--WR

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) é a única instituição de ensino superior no país que vai disponibilizar um centro de imprensa para jornalistas brasileiros e estrangeiros na Copa do Mundo de 2014. O lançamento do projeto é hoje à noite no auditório do departamento de Educação Física da universidade.

A estrutura do centro de apoio à imprensa foi concebida onde hoje funciona o Laboratório de Comunicação (Labcom) e a Superintendência de Comunicação (Comunica) da UFRN. “Nós aproveitamos as melhorias que já foram feitas no Labcom e na Comunica. Não tivemos investimentos próprios para o presspoint, apenas tivemos a iniciativa de criá-lo”, explicou o professor José Zilmar Rocha, superintendente de Comunicação da UFRN.

De acordo com o ele, os jornalistas que utilizarão o centro de imprensa terão o apoio de voluntários, que serão estudantes da UFRN. Tanto os alunos do curso de Comunicação Social quanto do Instituto Ágora (de idiomas) entraram no projeto também por ser uma ação de extensão da universidade na qual os estudantes colocam em prática o que aprendem em sala de aula.

Ainda conforme o superintendente de Comunicação da UFRN, o centro não tem nenhuma vinculação com a Fifa, mas está sendo divulgada pela entidade para a imprensa internacional. “O projeto não tem vinculação com a Fifa, o credenciamento no presspoint não dá acesso aos jogos”, destacou.

As instalações possuem capacidade para receber 200 jornalistas e possibilita o acesso à internet, tecnologia para edição de áudio e vídeo, salas com computadores e salas para entrevistas. José Zilmar informou também que já recebeu pedido de credenciamento da imprensa do Uruguai, México, Itália, França, Alemanha, Argentina e EUA. “Uma emissora japonesa já instalou o equipamento de transmissão no prédio do [Instituto] Metrópole Digital”, informou o professor.

O período de credenciamento ainda está aberto até o dia 10 de maio. No entanto, os jornalistas devem dar uma contrapartida. “Estamos analisando os pedidos e os outros critérios de contrapartida, como dar cursos e treinamento para os estudantes de Comunicação”, acrescentou o superintendente.

O objetivo é captar a atenção da imprensa não setorista.”O que queremos é atrair jornalistas não especializados e interessados no Rio Grande do Norte em geral”, explicou. Para isso, a equipe de cerca de 50 pessoas, entre voluntários e professores, está preparando pautas e outros produtos da área de assessoria de comunicação do RN para disponibilizar no site e despertar o interesse da imprensa. São pautas da área de cultura, tecnologia e ciência.

Compartilhar: