Um grande negócio

A permanência do técnico Roberto Fernandes no comando do ABC foi o melhor negócio que a diretoria poderia fazer para…

A permanência do técnico Roberto Fernandes no comando do ABC foi o melhor negócio que a diretoria poderia fazer para encerrar 2013 em alta.

Além de garantir para a próxima temporada um treinador com potencial para colocar o clube novamente no caminho dos títulos, a direção alvinegra deu um importante passo para equilibrar as finanças, pois manter um técnico que já conhece o grupo e sabe exatamente quais as peças que precisa contratar, significa economia. O ABC sofreu deste pecado o ano inteiro, se perdeu nas contratações, mais de 50 jogadores, acumulando um déficit que ninguém sabe o valor, apenas que existe. Para se ter uma noção, basta comparar as escalações das equipes que encerram o Estadual e a Série B. O time que ficou de fora da final do Potiguar tinha: Rafael, Bileu, Leandro Cardoso, Vinícius e Alexandre; Hamilton, Edson, Jean Carioca e Junior Xuxa. (Diogo Barcelos); Rodrigo Silva (Marcílio) e Jheimy (Junior). O técnico era Paulo Porto. Enquanto que a equipe que terminou o Brasileiro jogou com: Wilson Júnior; Renato, Flávio Boaventura, Lino, Somália (Wesley Bigu); Daniel Paulista, Edson, Erick Flores; Erivélton (Bileu), Maurinho (Alvinho) e Rodrigo Silva. E para alegria do torcedor, o técnico continua sendo Roberto Fernandes.

 

Base mantida
Roberto Fernandes está trabalhando para conseguir manter a base que disputou a Série B. A exceção de Rodrigo Silva e Giovanni Augusto, que são dois atletas caros e disputados no mercado da bola, a maioria deve permanecer para o Campeonato Potiguar. Daniel Paulista e Gilmar foram os dois últimos atletas confirmados para 2014.

Apresentar algo novo
ABC e América apostam suas fichas mais uma vez na campanha de sócios. Os dirigentes teimam em transferir a responsabilidade do sucesso do elenco para o pobre do torcedor e esquecem de apresentar novidades, um serviço diferenciado capaz de atrair novas adesões. É preciso investir mais em suas equipes de marketing, como já falei, uma andorinha só não faz verão. E, principalmente começar a pensar urgentemente no conforto e segurança dos torcedores, pois uma pesquisa já apontou o problema, é só trabalhar em cima disso.

Clássico mundial
A Fifa ignorou o ranking de seleções e incluiu a França no pote da Europa. Pela definição, o pote europeu será reduzido para apenas oito times após um sorteio preliminar, o que pode beneficiar a França, dona do pior ranking entre as equipes europeias. Com os novos critérios utilizados, as chances de Natal receber duas seleções de peso aumentou. O confronto D1 x D4 pode ser um grande clássico do futebol mundial em plena Arena das Dunas. Já pensou?

Baixinho invocado
A troca de 90% de parte da dívida dos clubes de futebol pela formação de atletas foi debatida ontem na audiência da Câmara dos Deputados. O deputado Romário (PSB/RJ) discordou da proposta e sugeriu que a comissão encontre outros caminhos para ajudar os clubes, pois sabe que as dívidas nunca terão fim.”Os dirigentes precisam cumprir aquilo que está dentro da lei em relação aos seus clubes”, defendeu.

Raposa felpuda
A estrutura que a Fifa armou no meio das dunas da Costa do Sauípe é impressionante. Fala-se num gasto de 100 milhões de dólares só para realizar o sorteio dos grupos. Tudo para escapar dos protestos que tomaram conta do país durante a Copa das Confederações. Blatter, realmente, pensa em tudo. É uma raposa felpuda, como diria Hélio Câmara.

Decisão no futsal
América/Cavaleiros do Forró e Cruzeiro/Assu, os maiores rivais da edição 2013 do Campeonato Norte-rio-grandense de Futsal voltam a se enfrentar hoje, às 21h, no Ginásio Nélio Dias, em Natal, pela última rodada do quadrangular decisivo do 2º Turno. Para evitar o título antecipado dos assuenses, que já venceram o 1º Turno, e provocar uma final, a equipe comandada pelo competente técnico Arturzinho precisa vencer por seis gols de diferença. Com ingressos a R$ 3,00, a expectativa é de que os torcedores americanos da Zona Norte compareçam em grande número para o apoiar o Mecão nesta difícil tarefa.

Compartilhar: