“Vai de jumento” – Danilo Sá

Não poderia ter sido mais impróprio, por uma grande ironia do destino, o momento da mais recente fala desastrada do…

Não poderia ter sido mais impróprio, por uma grande ironia do destino, o momento da mais recente fala desastrada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na semana passada, durante um encontro de blogueiros sintonizados com a esquerda e o governo do PT, em São Paulo, Lula realizou uma palestra e saiu-se com uma frase histórica para minimizar o péssimo sistema de transporte brasileiro. “Vai a pé, vai descalço, vai de bicicleta, vai de jumento, vai de qualquer coisa. A gente está preocupado? Ah não, porque agora tem de ter metrô até dentro do estádio. Que babaquice que é essa?”

Pois é, por uma incrível coincidência, poucos dias após a opinião do ex-presidente, a principal cidade do país, administrada por um prefeito aliado e eleito, principalmente, pelo apoio recebido por Lula, virou de pernas para o ar com a paralisação dos motoristas de ônibus. São Paulo, nos últimos dois dias, se transformou em um caos jamais visto antes na história deste país, como diria o próprio petista. Milhares de pessoas ficaram a pé, de bicicleta, de jumento.

Sem opção, praticamente todos os paulistanos – quanta “babaquice” – tiveram mesmo que procurar os metrôs. E o melhor sistema de transporte para qualquer cidade mediana virou um inferno. Os trens normalmente superlotados, viraram uma verdadeira lata de sardinha. Milhares de pessoas perderam praticamente o dia todo na busca por tentar chegar ao trabalho e, pior, no desespero da volta para casa, em meio as ruas escuras e ao perigo diário que a população é submetida, com uma violência crescente.

Após dois dias de uma cidade sem lei, os motoristas aceitaram voltar ao trabalho, após promessas de entendimentos entre a Prefeitura e as empresas do transporte público. Se nada for feito, os protestos voltarão a ocorrer em breve. E tudo isso no ano em que o país definirá, novamente, o rumo dos seus próximos quatro anos. Pelo jeito, a população precisará definir como andará no futuro, se vai ser a pé, descalço, de bicicleta, de jumento… Ou de metrô.

PAIXÃO NACIONAL

Era quilométrica desde o início da manhã a fila para passar alguns minutos ao lado da taça da Copa do Mundo, em exposição durante todo o dia de hoje no Norte Shopping, na zona Norte. Igualmente impressionante também foi a quantidade de seguranças no evento. Apenas uma primeira impressão do que acontecerá nos jogos da Copa do Mundo no próximo mês.

EM PAUTA

Finalmente o tema segurança pública começa a entrar no debate dos presidenciáveis. Ontem, em entrevista concedida ao portal Uol, o pré-candidato do PSDB a presidente, senador Aécio Neves, disse que reduzirá de 39 para 21 a quantidade de ministérios e que acrescentará a pasta da Justiça os dizeres “e Segurança Social”. A ideia é combater a violência em todo o país. Já não era sem tempo.

INVESTIGAÇÃO

O governo do Estado conseguiu identificar o IP do computador de onde tem partido as mais recentes notícias negativas publicadas na imprensa nacional e até internacional sobre Natal e o Rio Grande do Norte. E a identidade do cidadão parece não ter agradado a muitos, já que o mesmo tem posado de ferrenho defensor potiguar e apaixonado pela cidade, mesmo sendo de fora.

REENCONTRO

Ontem a bancada federal potiguar, ao lado da governadora Rosalba Ciarlini, se reuniu para cobrar do governo federal a inclusão da barragem de Apodi no PAC 3. Tirando a parte que o projeto entrará em uma lista de obras que sucederão o PAC 2, ainda mal iniciado, não deixa de chamar a atenção o fato da bancada ter novamente se encontrado, o que não ocorria há meses.

SÉTIMA ARTE

Os apaixonados pela série X-Men lotaram os cinemas do país na noite desta quarta-feira (21) para acompanhar o pré-lançamento do mais novo filme dos mutantes superpoderosos, “Dias de Um Futuro Esquecido”. Em Natal, a fila era grande no Cinemark. E a previsão era que a sessão terminasse apenas por volta das 3 horas da madrugada de hoje.

FUTEBOL NA TELONA

Por falar em cinema, será neste sábado (24) a grande final da Liga dos Campeões da UEFA, transmitida ao vivo de Lisboa, às 15h15, pelo Cinépolis do Natal Shopping. Os torcedores assistirão à partida Real Madrid x Atlético de Madrid num telão em HD e vão se sentir como se estivessem nas arquibancadas do Estádio da Luz. Os ingressos custam R$ 50,00 a inteira e R$ 25,00 a meia entrada.

PAÍS DOS IMPOSTOS

A adesão dos postos de combustíveis ao “Dia sem imposto” foi bastante tímida. Apenas três deles estarão participando do movimento, previsto para ser realizado amanhã. Os motoristas poderão abastecer com o preço reduzido cerca de 50%, que é o valor descontado pelas empresas para pagamento apenas de impostos. Esse é o Brasil.

DEBATE

As sessões na Câmara Municipal de Natal estão cada vez mais tensas. Não há um dia sem que o plenário não enfrente um longo debate entre os oposicionistas, representados pelos parlamentares de esquerda, e a base governista. Esta semana, as discussões precisaram ser interrompidas após muito bate-boca entre cargos comissionados e efetivos. Isso é um avanço?

GIRA MUNDO

A maioria dos 1.800 trabalhadores que costuram a bola da Copa, a Brazuca, recebem o salário mínimo no Paquistão, que foi recentemente reajustado para 10.000 rúpias mensais, o equivalente a cerca de R$ 220. O custo médio do aluguel de um apartamento de um quarto no centro da cidade é estimado em 17.500 rúpias (R$ 390). No Brasil, a Brazuca é encontrada nas lojas por até R$ 400. Em tempo: é no Paquistão, no subcontinente indiano, que está 70% da produção da bola oficial do Mundial fabricada pela multinacional alemã Adidas.

Compartilhar:
    Publicidade