Vale das Cascatas poderá se transformar em Centro de Eventos Náuticos

O presidente da Fecomercio destacou que a iniciativa poderá fomentar o desenvolvimento turístico e econômico da cidade

Atualmente, estrutura do antigo clube de lazer está abandonada e sendo palco de assaltos, arrombamento de veículos e uso de drogas. Foto: Heracles Dantas
Atualmente, estrutura do antigo clube de lazer está abandonada e sendo palco de assaltos, arrombamento de veículos e uso de drogas. Foto: Heracles Dantas

A estrutura do antigo clube de lazer Vale das Cascatas, na Via Costeira, que há vários anos se encontra abandonada, sendo palco de assaltos, arrombamentos de veículos, uso de drogas e de motel a céu aberto, poderá se transformar em um Centro de Eventos Náuticos.

A proposta de revitalização é um dos projetos da Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Seturde) em parceria com a empresa espanhola Baldrick & Munitz SL, que está em atividade em alguns países da Europa e, principalmente, na Espanha, onde atua diretamente com governos e prefeituras, além da França, México e agora, no Brasil.

A proposta apresentada tem como foco principal o aproveitamento de recursos marítimos e naturais na área do antigo clube para a prática de esportes como surf, windsurf, kitesurf e pesca recreativa. “Esta é apenas uma das propostas para a área. Estamos convidando a sociedade para discutir e votar na alternativa mais viável para a recuperação do Vale das Cascatas e queremos colocar numa grande mesa representantes do Conplan [Conselho Municipal de Planejamento e Meio Ambiente de Natal], Conselho das Cidades, Ministério Público e órgãos ambientais. Encontramos uma empresa da Catalunha e discutimos projetos para vários equipamentos, como Parque das Dunas e o Forte dos Reis Magos, mas para estes dois vimos que a viabilidade é apenas turística.

A finalidade é que o Centro de Eventos Náuticos concentre tudo que for ligado ao mundo náutico, organizando a questão das motonautas, parapentes, que já existe na região, além de também possuir um shopping center de produtos náuticos. A área seria aberta ao público e também funcionariam escolinhas de velas voltadas para os jovens de Mãe Luiza.

A escolha do bairro é tanto pelo lado social porque estes jovens teriam a oportunidade de uma profissão especializada na área náutica e devido à proximidade da região. Além de geração de emprego e renda, o equipamento movimentaria ainda mais o turismo. Buscamos apoio para o projeto através de uma Parceria Público Privado (PPP)”, disse Fernando Bezerril, titular da Seturde.

Ainda segundo o secretário, 150 mil pessoas trabalham no turismo e só em Natal existem 35 mil leitos de hotel, sendo oito mil leitos apenas na Via Costeira, distribuídos em 12 hotéis numa extensão de 10 quilômetros. “É a maior concentração de hotéis classificados pela Embratur do país. Temos que continuar apostando forte e aproveitar esta oportunidade de estar sediando uma Copa do Mundo. O momento do nosso turismo ser visto é agora. Queremos que o turista passe mais do que sete dias em Natal, a proposta são 15. Já está confirmada, por exemplo, a vida de um navio com 3.500 mexicanos para a Copa. É uma grande oportunidade”, destacou.

Nesta última sexta-feira (7), a proposta de revitalização para o Vale das Cascatas foi apresentada ao presidente da Federação do Comércio do RN, Marcelo Queiroz, na sede da instituição. O presidente da Fecomercio destacou que a iniciativa poderá fomentar o desenvolvimento turístico e econômico da cidade. “Todos os empreendimentos que vêm para qualificar e que servem para reverter e criar novas oportunidades tanto para o povo potiguar, como na geração de emprego e renda, quanto para o turista, que terá uma nova opção, são bem vindos. Inclusive, como há a proposta de construção de uma marina em mar aberto, na região próxima ao Hotel Escola Barreira Roxa, temos uma proposta de franceses para o treinamento de pessoal para o trabalho na área do turismo náutico”.

Compartilhar:
    Publicidade