Vasco acerta dois meses de salários e evita ação judicial de funcionários

Diretoria pagou meses de abril e maio para evitar dívida de três meses; Objetivo agora é pagar junho antes do fim do mandato

Vasco usou a verba de R$ 8 milhões que recebeu da FERJ. Foto: Divulgação
Vasco usou a verba de R$ 8 milhões que recebeu da FERJ. Foto: Divulgação

A diretoria do Vasco efetuou o pagamento, na noite desta segunda-feira, de dois meses de salários atrasados, referentes aos meses de abril e maio, a jogadores e funcionários do clube. Com o pagamento, o Cruz-Maltino evita que os atletas possam pedir o desligamento unilateral do clube da Justiça.

Esta prática vem sendo utilizada pelo Vasco desde 2012, quando a crise financeira do clube se agravou. Para efetuar o pagamento, o clube usou a verba de R$ 8 milhões que recebeu da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) referente a receitas futuras.

Agora, a missão do departamento financeiro do clube é quitar o mês de junho até o fim do mandato (a eleição presidencial está marcada para seis de agosto). O desejo do presidente Roberto Dinamite é deixar o clube com a imagem um pouco melhor perante à torcida e funcionários.

Fonte: Lancenet

Compartilhar:
    Publicidade