Vendas no comércio despencam em março e caem 4,83%, aponta CNDL e SPC

Atividade varejista cai pela segunda vez consecutiva e registra o pior desempenho desde 2012. Para lojistas, resultado reflete a escalada dos juros e a alta dos preços

yjtyjtyjtyj

O número de consultas ao banco de dados do SPC Brasil, que reflete o nível de atividade no comércio para compras parceladas, acompanhou a tendência de desaceleração e recuou 4,83%, em relação ao ano passado. Este é o pior resultado já registrado desde janeiro de 2012, início da série histórica do SPC Brasil. O indicador de vendas é divulgado mensalmente e leva em consideração pontos de venda cadastrados nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal.

vendas_1

Para os líderes da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o resultado representa a tendência de desaquecimento da atividade varejista, observada a partir de março de 2013, influenciada principalmente pela escalada dos juros, inflação alta e pelo menor crescimento da renda do trabalhador brasileiro.

“Estamos passando por um momento muito difícil para o setor, já que o custo para comprar a prazo aumentou ao mesmo tempo em que o poder de compra do salário dos consumidores está crescendo menos”, disse o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior.

Comparação mensal

Em relação ao mês de fevereiro, as vendas a prazo subiram 4,18%. Apesar da variação positiva, este foi o menor crescimento para o mês já registrado na base de dados do SPC Brasil desde 2012.

Este resultado já era parcialmente aguardado pelos comerciantes brasileiros que, por conta do feriado de carnaval, sentiram diminuir o fluxo de consumidores nas lojas nas primeiras semanas de março. “É um desempenho natural, tendo em vista que este ano o feriado caiu em março, e não em fevereiro, como aconteceu em 2013. O carnaval paralisa praticamente o comércio em todo país, além de movimentar apenas segmentos específicos. Mas mesmo descontando esse efeito do carnaval, foi um trimestre fraco de vendas.”, explica Roque Pellizzaro.

 

 

 

Compartilhar:
    Publicidade