Vereador do PMDB diz que campanha não empolga o povo potiguar

Uma fonte peemedebista informa que está existindo muita reclamação por parte das lideranças comunitárias

Ubaldo-Fernandes---Vereador--

Joaquim Pinheiro

Repórter de Política

O vereador Ubaldo Fernandes, do PMDB, que está participando ativamente da campanha majoritária do seu partido na capital, entende que o pleito deste ano não está empolgando o povo de forma geral, e que existe um olhar de indiferença com a classe política que tem refletido nos eventos de todos os partidos, coligações e candidaturas. “Esta é uma eleição diferente com relação às anteriores, e não se sabe se esse fenômeno poderá influir no número de abstenções e nos votos brancos e nulos”. Questionado se os vereadores não estão se empenhando na campanha dos seus candidatos, segundo informa-se no âmbito da coligação “União pela Mudança”, Ubaldo Fernandes informou que não tem conhecimento sobre essa informação. “Estamos fazendo nossa parte. Cada um de acordo com seu perfil. Eu, por exemplo, estou participando de reuniões de bairros e ajudando no que for possível”, disse ele.

Uma fonte peemedebista informa que está existindo muita reclamação por parte das lideranças comunitárias, que estariam sendo preteridas com relação aos vereadores, enquanto os parlamentares municipais não estariam se esforçando na defesa da chapa majoritária, até porque não são candidatos este ano. Perguntado sobre esse assunto, Ubaldo Fernandes informa que os líderes comunitários têm vínculos com os vereadores na sua maioria, e que realmente está existindo um trabalho integrado na defesa da chapa majoritária dos partidos, PMDB, PR, PSB. “O que me consta é que não existe ninguém solto, mesmo entendendo que nesse segmento tem também pessoas não confiáveis”, observa o vereador, que se encontra no exercício do seu primeiro mandato.

REFORMA ADMINISTRATIVA

Mesmo diante de uma campanha eleitoral, o vereador Ubaldo Fernandes onde os vereadores estão engajados na campanha e na defesa dos seus candidatos, Ubaldo Fernandes afirma que os trabalhos legislativos estão se desenvolvendo normalmente, apesar de limitações, e que as matérias polêmicas da Reforma Administrativa foram votadas e aprovadas. Cita como exemplo, a nova nomenclatura para algumas secretarias, extinção da secretaria da Mulher, aumento salarial de cargos comissionados, extinção de cargos e organização de órgãos públicos. Lembra que 8 vereadores são candidatos e estão em campanha, o que tem dificultado um pouco a dinâmica dos trabalhos legislativos. “Mesmo faltando alguns vereadores em plenário nesse período, o número mínimo de 15 está sendo cumprido e as votações efetivadas”, disse ele. O vereador Ubaldo Fernandes, do PMDB, avalia que dos 8 candidatos daquela Casa Legislativa a deputado estadual, 3 ou 4 têm chances reais de conquistar mandato na Assembleia Legislativa nas eleições deste ano.

 

“Debates inibem participação de candidatos”

“Os debates na televisão têm sido eminentemente técnicos e seguindo uma regra muito rígida, o que de certa forma inibe a participação dos candidatos e dificulta a exposição dos programas e projetos que os candidatos têm para apresentar à população norte-rio-grandense”. Para ele, entretanto, existe até agora um fator positivo. É que os questionamentos entre os candidatos ao Governo do Estado estão sendo feitos de forma respeitosa, sem agressão pessoal. A declaração é do vereador do PMDB, Ubaldo Fernandes ao ser questionado sobre os debates promovidos por emissoras de televisão com os candidatos.

O vereador do PMDB também opinou sobre o processo sucessório presidencial. No seu entendimento está consolidado o 2º turno entre Dilma Rousseff, do PT, e Marina Silva, do PSB. Diante dos fatos verificados até agora e os resultados nas pesquisas, entende ser a posição da candidata do PSB, “confortável” e em condições de vencer o pleito deste ano para a presidência da República. “A tendência de Dilma é de declínio, até porque os índices inflacionários verificados no País não são bons para ela.

Com relação à disputa local para o Governo do Estado e para o Senado, o vereador Ubaldo Fernandes diz acreditar na vitória do candidato Henrique Eduardo para governador e Wilma de Faria, para senadora. “Se não houver reação por parte do principal candidato adversário do PMDB a eleição será vencida no 1º turno”, conclui o peemedebista.(JP)

Compartilhar:
    Publicidade