Vereador do PSOL afirma: “Existe relação promíscua entre o Seturn e Semob”

Marcos do PSOL é um dos membros da CEI que está apurando a bilhetagem única

65u56u5u5u4u54u5

O vereador Marcos Antonio, do Psol, informou na manhã de hoje que vai se reunir, no mais tardar até terça-feira, com os demais integrantes da CEI da bilhetagem eletrônica para solicitar urgência no seu pedido de quebra de sigilo bancário e fiscal da secretária Elequicina Santos, da Semob e Agnelo Cândido, diretor do Seturn. “Existe uma relação que se pode chamar de promíscua entre a Semob e o Seturn, inclusive com especulação de evolução patrimonial de alguns agentes desta secretaria do governo municipal que se mostra incompatível com a renda que percebem. E isso tem que ser esclarecido”, observa o vereador.

Segundo Marcos Antonio, o presidente do Seturn, Agnelo Cândido e a secretária Elequicina Santos prestaram depoimentos à CEI – Comissão Especial de Investigação nesta última quarta-feira, mas os depoimentos não convenceram em razão de muitas contradições e informações divergentes. “Uma declaração da maior gravidade nos depoimentos foi os 2 dizerem que se sentem impotentes para cumprir os contratos”, ressaltou o vereador do Psol, constatando que entre a vulnerabilidade do setor de transportes estão a falta de fiscalização na venda de passagens, descumprimento de horários, desvio de atribuições do Seturn, campanha sistemática de multas a alternativos.

Concluindo, o vereador Marcos Antonio, do Psol, disse ser da maior gravidade o fato da Semob não ter controle efetivo do sistema de comercialização de passagens, o que segundo ele, comprova a sua vulnerabilidade. (JP)

Compartilhar: