Vereadores de Natal disputam Câmara Federal e Assembleia

Luiz Almir, por exemplo, pretende disputar Assembleia Legislativa mais uma vez nestas eleições

rtujrujrtur

Joaquim Pinheiro

Repórter de Política

Mais de 10 vereadores dos diversos partidos com representatividade na Câmara Municipal de Natal deverão disputar a eleição do próximo mês de outubro, uns com chances reais de vitória, outros apenas para ocupar espaços na mídia atendendo recomendação das suas respectivas legendas, objetivando firmar posição e ajudar nas composições e alianças partidárias. Para a Câmara Federal, o PROS apresenta o nome do vereador Rafael Motta, que deverá ser um dos mais votados do próximo pleito eleitoral. O vereador é integrante da tradicional família Motta, neto do ex-vice-governador, Clóvis Motta e filho do atual presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta.

Para o legislativo estadual, vários vereadores reúnem condições favoráveis de atingir o número de votos suficientes para conseguir se eleger. São eles: Alberto Dickson, também do PROS e atual presidente da Câmara Municipal de Natal, além de evangélico da Assembleia de Deus, tem possibilidades de arregimentar votos em diversas denominações, a exemplo do vereador Jacó Jácome, que também é evangélico e uma das revelações da atual legislatura. Jacó Jácome é filho do deputado Antonio Jácome, que foi o mais votado do último pleito para a Assembleia com quase 55 mil votos e será candidato a deputado federal.

Outro evangélico, o Bispo Francisco de Assis, forrozeiro da Igreja Universal do Reino de Deus, já decidiu que tentará uma vaga na Assembleia Legislativa. Compositor e cantor gospel, o Bispo tem sido bem votado nas eleições que disputou e agora acredita que se transferirá do Poder Legislativo Municipal para o Estadual. Também forrozeiro, mas do segmento brega/profano, Luiz Almir, do PV, foi vereador, deputado estadual e agora vereador novamente. Apresentador de programa popular de televisão, o bregueiro Almir pretende encerrar sua vida pública como deputado estadual, daí a decisão de tentar novamente uma vaga na Assembleia Legislativa.

Vereador com liderança política no bairro de Felipe Camarão, o ex-vendedor ambulante, Adão Eridan, do PR, por pouco não se elegeu deputado estadual em eleições passadas. Um dos mais polêmicos parlamentares da Câmara Municipal, pelas posições radicais contra a bandidagem, inclusive defendendo pena de morte para crimes hediondos, Adão Eridan é um dos cotados para se eleger deputado no próximo pleito. Fernando Lucena e Hugo Manso, ambos do PT, poderão integrar a lista dos futuros candidatos. Hugo, pretende ocupar o espaço deixado pela deputada Fátima Bezerra na Câmara Federal, Fernando, deseja ampliar a bancada do PT na Assembleia Legislativa elegendo-se deputado estadual.

Bertone Marinho, do PMDB, George Câmara, do PC do B e Sandro Pimentel, do Psol, também devem disputar mandato eletivo em outubro deste ano. Bertone, pretende ocupar o espaço deixado pela irmã, Gesane Marinho, na Assembleia Legislativa, Sandro Pimentel e George Câmara, atendem recomendação do respectivos partidos. Com relação a George Câmara, existe ainda a possibilidade dele ser companheiro de chapa do candidato a governador, Robinson Faria, do PSD, na condição de candidato a vice-governador.

Compartilhar:
    Publicidade