Às vésperas da prisão, Jefferson desfruta últimos momentos livre

Ex-deputado fez um passeio de moto pela manhã

Jefferson chega a sua casa após um passeio de moto. Foto:Divulgação
Jefferson chega a sua casa após um passeio de moto. Foto:Divulgação

Um dia antes de ter a prisão decretada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-deputado Roberto Jefferson, delator do mensalão, pegou a estrada. Montado em sua moto Harley Davidson, ele viajou por cerca de três horas e meia, mas não informou o destino. Com jaqueta de couro e calça da marca de motos, ele saiu às 8h deste domingo e voltou às 11h30m. De volta a Levy Gasparian, Jefferson disse que está aproveitando os últimos momentos de liberdade:

“Estou desfrutando dos momentos finais da minha liberdade. Quanto a vocês (jornalistas), curtam a sua, porque ela é o bem supremo da vida”, disse o presidente de honra do PTB, que teve o pedido de prisão domiciliar negado pelo presidente do STF, Joaquim Barbosa.

À espera de Roberto Jefferson, estava o comerciante Afonso Dominguito de Castro, montado em uma Harley Davidson, que disse vir de Cataguases, em Minas Gerais, para doar R$ 100 ao ex-deputado. Nesta sexta-feira, Jefferson revelou que começou uma campanha de arrecadação para pagar a multa de R$ 720 mil. Entre os doadores, a filha Cristiane Brasil, secretária municipal de Envelhecimento e Qualidade de Vida no governo de Eduardo Paes (PMDB). O ex-presidente Fernando Collor, do PTB, também estará entre os doadores.

“Eu vim mostrar a cara, está aqui meu cpf, ao contrário desses que doam sem se mostrar. Vou doar R$ 100 para esse homem, ele pelo menos deu um passo para nós brasileiros, precisamos de mais políticos honestos. Ele devia ser menos condenado. Pelo menos ele fez algum bem pro país. Aqui está meu dinheiro”, disse o comerciante, ao que Jefferson respondeu:

“Foi um gesto espontâneo. Gente boa” disse, convidando o comerciante para entrar em sua casa.

Neste domingo, Roberto Jefferson publicou em seu blog se despedindo dos leitores. A partir de agora, a página será administrada pela equipe do ex-deputado. “Até que a Justiça determine o meu status de preso, a partir de hoje deixo vocês na companhia da minha equipe”, disse, afirmando que, sempre que possível e “dentro dos limites da lei”, se comunicará com os leitores. “Até breve”, completa, na publicação intitulada “Força Maior”.

Abaixo, a íntegra da publicação:

Até que a Justiça determine o meu status de preso, isto é, o que posso e o que não posso fazer, como escrever neste blog, por exemplo, a partir de hoje deixo vocês na companhia da minha equipe, que já trabalha comigo há anos e conhece meu sentimento em muitos assuntos, principalmente na Política, que neste ano eleitoral e de Copa do Mundo nos reserva muitas e variadas surpresas. Vocês ficarão bem assistidos, não tenho dúvidas. Mas, tenham certeza de uma coisa: sempre que possível e dentro dos limites da lei, me comunicarei com vocês. Até breve.

Fonte:O Globo

Compartilhar: