Vestiário da Itália teria tido ‘cala boca’ de técnico para Balotelli

A Itália foi derrotada pelo Uruguai por 1 a 0 e acabou eliminada da Copa

Prandelli sacou o atacante Balotelli no intervalo da partida. Foto: Divulgação
Prandelli sacou o atacante Balotelli no intervalo da partida. Foto: Divulgação

Um “cala a boca” de Prandelli para Balotelli, assim teria nascido um racha no vestiário da Itália no intervalo da partida contra o Uruguai. O técnico italiano pediu uma “mudança de atitude” do atacante que reclamava ao final da primeira etapa.

Cesare Prandelli perdeu a paciência com Mario Balotelli. “Mude de atitude ou te substituo depois dos 10″, teria ordenado o comandante. No início um pedido, que em seguida, tornou-se um castigo, já que Mario não aceitou as palavras do chefe.

Balotelli teria continuado a resmungar para os jogadores mais experientes: “Confiem em mim e deixem-me em paz”. Então Prandelli ordenou: “Cala a boca”. E, em seguida, substituiu-o antes dos 10 minutos do segundo tempo, como havia programado, deixando-o no banco logo após o intervalo para a entrada de Parolo.

Mario ficou sentado sozinho no banco durante os 45 minutos restantes, onde testemunhou a derrota da seleção italiana. Continuou sozinho no pós-jogo no caminho até o ônibus que levou a Itália pela última vez de volta para a casa durante a Copa do Mundo de 2014.

O compartamento de Balotelli após a eliminação da Copa do Mundo deixou claro o abismo existente entre o atacante da seleção e resto do grupo. Buffon e De Rossi, por exemplo, estiveram do lado do treinador e reprovaram a atitude do atacante. O protagonismo de Balotelli na seleção italiana parece nunca mesmo chegar.

Fonte: MSN

Compartilhar:
    Publicidade