Veterano do exército americano admite agressão em mulher e quer voltar ao UFC

Will Chope chegou a se pesar, mas acabou ficando de fora do evento em Natal

Diego Brandão ficou de fora do UFC Natal após a demissão do rival. Foto:Divulgação
Diego Brandão ficou de fora do UFC Natal após a demissão do rival. Foto:i9 imagens

O lutador Will Chope chegou a se pesar no último fim de semana, mas não chegou a entrar no octógono. Demitido na madruga anterior ao UFC Natal, o americano viu seu passado se tornar público, o que deixou o brasileiro Diego Brandão sem oponente.

A informação de que ele teria sido expulso das Forças Armadas após agredir sua ex-mulher foi confirmada, o que mancharia a reputação do lutador e, como de costume, agilizou o processo para seu corte do evento, como ele mesmo confirmou ao site MMA in Asia.

“Reconheço que tudo aconteceu. Estou arrependido e envergonhado das minhas ações do passado, mas é por isso que eu estou fazendo o meu melhor agora. Eu não sou mais a mesma pessoa. Vou ter que viver com minhas ações e escolhas ruins para o resto da vida”.

Desligado da maior organização de MMA do mundo, o atleta de 23 anos, que acumula extenso cartel de 19 vitórias e seis derrotas, afirmou que, embora sua situação seja desfavorável, vai lutar para retornar ao octógono.

“Peço desculpas por ser ingênuo e pensar que o meu passado seria esquecido. Tudo o que posso prometer é que vou fazer tudo que puder para melhorar. Tenho que lutar para sustentar a minha família e vou fazer isso”.

Fonte:R7

Compartilhar: