Viaduto da Arena estará pronto até a Copa, mas não será usado e ficará “escondido”

Construção de um viaduto, drenagem do entorno da Arena das Dunas e adequação de calçadas tiveram cronogramas alterados e serão entregues apenas após o Mundial

Vista aérea da Arena das Dunas, onde será erguido p viaduto. Fotos: Cena2 Produções
Vista aérea da Arena das Dunas, onde será erguido p viaduto. Fotos: Cena2 Produções

Três obras de mobilidade urbana consideradas cruciais para a Copa do Mundo em Natal não ficarão prontas a tempo, segundo a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura da cidade. Um viaduto que facilitaria o trânsito na marginal da Arena das Dunas, a drenagem no entorno do estádio e a adequação de calçadas seguindo normas de acessibilidade tiveram seus cronogramas alterados e só serão entregues após o Mundial.

A obra mais aguardada dentre as três citadas era a construção de um viaduto medindo 130 metros na Avenida Lima e Silva, ao lado da Arena das Dunas. De acordo com o secretário de Obras de Natal, Tomaz Neto, a estrutura estará pronta até a Copa, mas não poderá ser usada e ficará “escondida” com a ajuda de tapumes. “O viaduto vai ficar pronto, mas existe um tempo para a cura (secagem) do concreto, o que não permite que seja liberado o trânsito sobre ele”, afirmou o secretário à reportagem do Estado.

Para amenizar o impacto na mobilidade ao redor do estádio, três vãos de oito metros de altura por cinco de largura serão abertos sob a estrutura a fim de facilitar o acesso das delegações, convidados e profissionais de mídia à arena em dias de jogos.

A expectativa é que o equipamento seja liberado para receber o tráfego de veículos apenas no mês de julho. A pedido da Fifa, que enviou técnicos para uma última visita ao Rio Grande do Norte antes do evento-teste marcado para 3 de maio (jogo entre ABC e América, pela Série B do Brasileirão) na semana passada, a obra será cercada com tapumes de cinco metros de altura adesivados com mensagens e imagens alusivas à Copa do Mundo.

ARENA-VISTA-DO-GINÁSIO

OUTRAS OBRAS

As outras duas obras que não estarão prontas até o Mundial são a drenagem do entorno do estádio e a adequação de 55 quilômetros de calçadas nas vias que dão acesso à Arena. De acordo com a Secretaria de Obras de Natal, a intervenção na drenagem – que deveria ser entregue dia 31 deste mês – teve seu cronograma modificado em virtude da necessidade de rebaixamento do lençol freático, que estava criando “pequenas cavernas” embaixo das demais obras, e agora será entregue apenas no dia 31 de julho – mais de 15 dias após a competição.

“Recomendamos a paralisação da obra com objetivo de encontramos uma solução para continuar a escavação. Estamos cavando novos poços no entorno para rebaixar esse lençol freático. A expectativa é que haja um atraso de 60 dias”, disse Tomaz Neto. Segundo o secretário, o atraso nesta obra também comprometerá a pavimentação de algumas vias próximas.

Sobre as calçadas, que deveriam receber adequações de acessibilidade, o secretário revelou que a prefeitura tem tido problemas com proprietários de imóveis localizados em áreas próximas ao estádio. Esses moradores construíram rampas de acesso às suas garagens. Por isso, segundo Thomaz Neto, nem 10% do cronograma previsto para esta obra será concluído a tempo.

“As exigências de acessibilidade nos obriga a destruir essas rampas e isso tem causado problemas. Não vamos conseguir realizar nem 10% dessa obra, mas as calçadas no entorno da Arena das Dunas estarão prontas”, garante.

Fonte: Estadão

Compartilhar:
    Publicidade