Vicentinho contesta prisões de petistas do Mensalão e ataca os tucanos

Deputado federal do PT faz comparação com Mensalão dos Tucanos

Deputado federal por São Paulo, Vicentinho está no RN para participar das festividades comemorativas aos 34 anos do PT. Foto: Divulgação
Deputado federal por São Paulo, Vicentinho está no RN para participar das festividades comemorativas aos 34 anos do PT. Foto: Divulgação

O deputado Vicentinho, do PT, que se encontra em Natal participando das festividades dos 34 anos do PT, disse estranhar o caso mensalão e a prisão de integrantes do partido. Segundo ele, o PSDB tem casos muito mais graves e os tucanos continuam soltos e impunes. “Decretaram prisões de forma desrespeitosa. Não desejo para Eduardo Azeredo (deputado do PSDB, citado no mensalão mineiro) o que fizeram com os petistas”, disse Vicentinho, acrescentando: “os companheiros, Delúbio Soares, José Dirceu, José Genoíno e João Paulo Cunha não são ladrões”, afirma o deputado lembrando ainda: “O PT tem um DNA que ninguém acabará que é sua militância”, ressaltou, reconhecendo em seguida o trabalho feito pelos deputados petistas, Fernando Mineiro e Fátima Bezerra na busca do crescimento do PT no Rio Grande do Norte.

Instado novamente a falar sobre a situação do PT no Rio Grande do Norte, o deputado Vicentinho mostrou-se reticente ao que poderá ocorrer, mas defendeu intransigentemente a candidatura da petista, Fátima Bezerra ao Senado. Mas avisou: “As alianças só podem ocorrer se o PT não perder a identidade”, disse ele, acrescentando que a certeza de ter Fátima eleita senadora seria o grande presente aos 34 anos do PT. Integrante da Executiva Nacional do partido, Vicentinho disse que a orientação da cúpula do PT é que aqui no Estado seja construído um palanque para a presidenta Dilma Rousseff.

A deputada Fátima Bezerra, ao participar da entrevista coletiva na Assembleia Legislativa corroborou com a declaração de Vicentinho. “No Rio Grande do Norte existe uma definição que é o palanque Dilma/Michel Temer. Ela virá a Natal para o seu palanque e não palanque de candidato A ou B”, ressaltou a petista. Fátima descarta também a possibilidade do PT indicar o vice do PMDB: “isso não existe”, disse ela, enquanto Juliano Siqueira, presidente do Diretório Municipal do PT em Natal, afirmou que “Fátima não abrirá mão da sua candidatura ao Senado”. Ele disse também que o deputado Fernando Mineiro deverá ocupar o espaço de Fátima Bezerra na Câmara Federal.

Presente a entrevista coletiva na Assembleia Legislativa, o deputado federal, Francisco das Chagas, também norte-rio-grandense eleito por São Paulo, disse que no Rio Grande do norte só se ouve uma pergunta, seguida da resposta: “Quem vai ser presidente? Dilma Rousseff. Quem vai ser senadora? Fátima Bezerra. (JP)

Compartilhar:
    Publicidade