VÍDEO – Câmera de rua filma momento em que irmãos matam cinegrafista de Mossoró

José Lacerda, 50 anos, trabalhava na TCM; ele foi morto no domingo (16). Segundo a polícia, briga entre a vítima e dois irmãos motivou o crime.

O cinegrafista havia completado 50 anos de idade no último dia 10. Foto:Divulgação
O cinegrafista havia completado 50 anos de idade no último dia 10. Foto:Divulgação

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu na tarde desta quinta-feira (20) os dois irmãos suspeitos do assassinato do cinegrafista da TCM (TV Cabo Mossoró) José Lacerda da Silva, de 50 anos, morto a tiros na noite do domingo (16) em Mossoró, na região Oeste do estado. O delegado Luiz Fernando, titular da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur), informou que os dois eram conhecidos de Lacerda. O cinegrafista foi morto após uma briga dentro do carro onde estava com os suspeitos. Um dos irmãos nega o crime, enquanto o outro afirmou que só falaria em juízo.

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta, a Polícia Civil detalhou que os responsáveis pelo crime, Silas Domingos de Oliveira e Silanei de Oliveira, saíram para beber junto com Lacerda e outros dois amigos no dia do crime. Na volta, o cinegrafista teria reclamado da forma como Silas dirigia, o que causou uma discussão entre os dois. “Eles chegaram a trocar agressões dentro do carro. Depois disso Silas parou o veículo, agrediu e atirou em Lacerda”, conta o delegado Clayton Pinho, titular da Delegacia de Homicídios de Mossoró.

Os dois irmãos voltaram para casa após o assassinato. Já os dois homens que estavam no banco de trás com o cinegrafista fugiram correndo antes do crime. “Foi uma motivação fútil. Um crime frio e cruel”, afirma Clayton Pinho. Vizinho de Lacerda, o autor dos disparos ainda chegou a conversar com a mulher da vítima ao chegar em casa. “Como a vítima e o suspeito são vizinhos, a mulher do cinegrafista estava na calçada e perguntou pelo marido. Silas respondeu que ele estava chegando”, detalha o titular da Dehom.

José Lacerda foi atingido por tiros perto do supermercado Queiroz, no bairro Belo Horizonte. Ele ainda foi socorrido com vida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiu.

20 anos de carreira

Lacerda, como era conhecido no meio profissional, tinha mais de 20 anos de experiência e há 11 trabalhava como cinegrafista da TV Cabo Mossoró, TCM Canal 10. “A morte do nosso companheiro deixa uma lacuna dolorosa e um profundo sentimento de tristeza em toda a imprensa do RN. Esperamos que a Justiça e as autoridades competentes possam esclarecer as circunstâncias do crime e punir os responsáveis”, disse a emissora.

O cinegrafista havia completado 50 anos de idade no último dia 10, era casado e deixa dois filhos pequenos do segundo casamento e quatro filhos maiores de idade do primeiro relacionamento.

Fonte:Globo.com

Compartilhar: