Vídeo mostra pai usando celular para filmar briga com Bernardo

Decisão ocorreu após divulgação de vídeo em que madrasta diz que garoto terá 'mesmo fim' que a mãe dele

Bernardo, de 11 anos, foi morto em abril deste ano. Foto: Reprodução
Bernardo, de 11 anos, foi morto em abril deste ano. Foto: Reprodução

A divulgação, pelo Jornal Nacional, de novos trechos de discussões entre o menino Bernardo, o pai Leandro Boldrini e a madrasta, Graciele Ugulini reabriu questionamentos sobre a morte da mãe dele, Odilaine, que morreu em 2010 após se suicidar, segundo a polícia. Em momentos do vídeo, Graciele diz que o menino terá o mesmo fim que a mãe dele. Por isso, o advogado da avó de Bernardo Boldrini, Marlon Taborda, vai pedir a reabertura das investigações sobre o suicídio de Odilaine.

Ao Bom Dia RS, da TV Globo, o advogado declarou: “Bernardo foi vítima de homicídio, logo a mãe dele também foi vítima de homicídio. E esta frase, ela se torna reveladora ao passo que é uma confissão que a Odilaine foi morta por alguém. Nos faz crer que realmente não ocorreu suicídio e que Odilaine foi vítima de homicídio”.

O vídeo mostra o celular do pai do menino sendo colocado em cima da cama. Leandro aparece caminhando dentro do quarto na casa onde a família morava, em Três Passos, no Rio Grande do Sul. Depois de gritar várias vezes por socorro, Bernardo discute com o pai e a madrasta, em que ocorrem as ameças.

“Ah, Bernardo, eu fico com pena de ti… Com pena de ti, cara. Tua mãe te botou no mato. Deus o livre. Te abandonou”, afirma Leandro. Na sequência, Graciele diz que a mãe de Bernardo (Odilaine) era “vagabunda”, revoltando o garoto. “Tomara que tu morra. Tomara que tu morra! E essa coisa (Graciele) que morra junto!”, grita Bernardo.

A mãe de Bernardo, Odilaine Uglione, morreu 2010. O inquérito concluiu que ela se suicidou. Mas isso nunca foi aceito pelos parentes de Odilaine. Com base nesse áudio, o advogado da avó do menino, Marlon Taborda, vai pedir a reabertura do caso.

A gravação termina com o seguinte diálogo:

Leandro: E esse remédio aqui?

Bernardo: Tu vai me matar…

Leandro: Quantos quilos tu tem?

Bernardo: Não sei

Graciele: Dá 60 gotas…

Bernardo: Eu vou me matar… Eu vou…

Graciele: Dá uma faca, Leandro!

Bernardo foi encontrado morto em Frederico Westphalen, a 80 quilômetros de Três Passos. Segundo a polícia, ele recebeu uma injeção letal antes de ser enterrado em uma cova.

O vídeo foi gravado em agosto do ano passado, oito meses antes da morte do menino. Era véspera do Dia dos Pais. Na época, denúncias contra o pai e madrasta de Bernardo já tinham sido feitas ao Conselho Tutelar. A polícia suspeita que o casal tenha feito a gravação numa tentativa de mostrar para as autoridades que o menino tinha um comportamento agressivo com a família. O vídeo foi apagado pelo pai. Mas foi recuperado por técnicos da polícia.

Fonte: O Globo

Compartilhar:
    Publicidade