A vitória do mal

A cada nova vítima inocente, trabalhadora e de bem feita pela violência crescente no Rio Grande do Norte, é sinal…

A cada nova vítima inocente, trabalhadora e de bem feita pela violência crescente no Rio Grande do Norte, é sinal de que a insegurança, o medo e o mal estão vencendo. E, neste mês de abril, muito sangue de gente honesta foi derramado da forma mais brutal e absurda que uma sociedade pode permitir.

Entre eles, o gerente de uma agência dos Correios na cidade de Patu. Cidadão conhecido na cidade, que cumpria com seus compromissos e liderava com dignidade o serviço oferecido pela estatal em seu município. Acabou morto após um grupo de bandidos invadir a cidade para assaltar seu local de trabalho.

No último domingo, para ficar nos dois exemplos mais marcantes da violência no RN em 2014 até agora, foi a vez do policial militar Ilfran Tavares perder a vida, simplesmente, porque um grupo de adolescentes resolveu roubar dos honestos. Aos 51 anos, perdeu a vida com dois tiros na cabeça.

Sobre o tema violência não há muito mais o que falar. A punição aos responsáveis pela criminalidade é sempre muito pequena, faltam recursos para a Polícia realizar bem seu trabalho e não há a devida prioridade que um setor tão importante para a população merece. É uma bola de neve que parece não ter fim.

Mas há solução. A sociedade não pode aceitar o que está ocorrendo. Se acostumar com a violência sem limite, onde a lei é determinada por quem anda com uma arma na mão, é aceitar o fim, a vitória do mal. A reação tem que vir, não encarando os bandidos, mas cobrando uma postura de enfrentamento dos nossos governantes. É hora do bem jogar para ganhar.

ELEIÇÃO EM MOSSORÓ

Com as recentes decisões judiciais, está cada vez mais próxima a vitória de José Silveira Júnior para prefeito de Mossoró. A perspectiva é de um resultado histórico. Não apenas pela estimativa de votos, mas por derrotar, após muitos anos, os integrantes da família Rosado que se sucediam no Palácio da Resistência. Parece que os mossoroenses cansaram dos mesmos.

DISPUTA ESTADUAL

Se este for o resultado das urnas, será uma difícil derrota para o grupo do deputado federal Henrique Alves, pré-candidato a governador e há apenas dois meses do início da campanha. Do outro lado, será um reforço indiscutível para o projeto do vice-governador Robinson Faria, que sempre apoiou a eleição de Silveira e agora está perto de ter o apoio do prefeito da segunda maior cidade do Estado. É a luta.

CRISE NO BOLSO

Em tempo: não é de hoje que este colunista aborda a situação de crise enfrentada pela campanha da deputada Larissa Rosado para prefeita de Mossoró. Diante da insegurança jurídica, tem sido difícil arrecadar doações, até mesmo entre os próprios aliados. A dificuldade financeira só atrapalha o desempenho eleitoral. Além disso, nos bastidores, os comentários sobre a substituição do nome da candidata são cada vez mais fortes.

SUBSTITUIÇÕES À VISTA

Nas bolsas de apostas, os nomes colocados para assumir a campanha caso se confirme a saída de Larissa são os do ex-deputado Lahyre Rosado ou o do vereador Lairinho Rosado, pai e irmão, respectivamente, da candidata. O prazo para decidir vai até o sábado, véspera do pleito. Resta saber se os eleitores aceitarão a novidade de última hora.

PRÉ-CANDIDATA

Ao que tudo indica, Rosalba parece mesmo disposta a passar pelo constrangimento de ver seu próprio partido se colocar contra sua candidatura a reeleição. Por enquanto, a governadora mantém sua agenda de candidata, mas é cada vez mais nítido o movimento da cúpula da legenda e de seus deputados a favor de uma coligação com o PMDB.

RECONHECIMENTO

A desembargadora Maria de Lourdes Alves Leite será homenageada pelo Tribunal Regional do Trabalho na tarde de hoje. A magistrada se aposentará no dia 3 de maio, após anos de dedicação ao órgão. Natural de Macaíba, é formada em Direito pela UFRN. Antes de se tornar juíza do Trabalho, em 81, ainda atuou como professora universitária. Promovida a juíza do TRT em 99, foi presidente do Tribunal no biênio 2004/2006.

ABANDONO I

Quem passa pelo bairro de Capim Macio tem a sensação de que o bairro está totalmente abandonado. Não há uma rua sem que os matos não estejam dominando as calçadas. Os moradores têm dificuldades até de encontrar trabalhadores, para pagar do próprio bolso, a limpeza das vias. A sujeira está tomando conta do local.

ABANDONO II

Por falar em abandono, o que será feito das calçadas que foram destruídas nas Avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, dentro do projeto de padronização iniciado pela Prefeitura de Natal? Ao lado do IFRN e logo após o Contemporâneo o local foi destruído mas, antes de ser reposto, o serviço foi paralisado. Pior, a Prefeitura já anunciou que a obra está atrasada e será entregue apenas depois da Copa. E agora?

GIRA MUNDO

O vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o australiano John Coates, afirmou nesta terça-feira que os preparativos para a Olímpíada de 2016 no Rio de Janeiro são os “piores” que ele já viu na história recente dos jogos. Coates afirmou que o COI foi obrigado a tomar medidas “sem precedentes” para assegurar que a competição vai acontecer, como o envio de peritos ao comitê organizador local. A declaração de Coates ocorre em um momento em que o Brasil corre contra o tempo para terminar as obras da Copa do Mundo, que começa daqui a 44 dias.

Compartilhar: