Walfredo Gurgel arrecada brinquedos para crianças internadas na unidade

Doações devem ser entregues até o próximo dia 29 de agosto

Brinquedos passarão por seleção para serem utilizados em ambiente hospitalar. Foto: Wellington Rocha
Brinquedos passarão por seleção para serem utilizados em ambiente hospitalar. Foto: Wellington Rocha

Para buscar um diferencial lúdico para as crianças internadas no hospital, o Walfredo Gurgel está realizando uma campanha de arrecadação de brinquedos, jogos e livros. O objetivo da unidade é oferecer um ambiente ainda mais acolhedor nas brinquedotecas existentes no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) e da enfermaria. A iniciativa faz parte de uma parceria entre a Escola de Inglês Open Doors e a Eco Flags Natal.

De acordo com a psicóloga Maria Ivaneide Paiva, a ideia é fazer com que as crianças se sintam mais confortáveis no ambiente hospitalar. “Nós pensamos em dar uma revitalizada nas brinquedotecas, de modo a oferecer mais conforto às crianças, fazendo com elas possam ter um dia-a-dia comum como se fosse em suas casas. O brinquedo está presente na vida das crianças e entendemos que isso é importante para elas”, destacou.

Segundo Ivaneide Paiva, inicialmente a campanha de arrecadação de brinquedos foi lançada entre os funcionários do hospital, até que foi divulgada ao público em geral e atraiu diversos parceiros na iniciativa. A campanha “Doe brinquedos, distribua sorrisos” estará recebendo doações até o dia 29 de agosto no posto de arrecadação existente na escola Open Doors Kids, localizado na Rua Engenheiro Antônio Lira, 1770 – Morro Branco.

Gustavo Barros, diretor da Eco Flags, disse que a campanha está tomando tamanha dimensão, capaz de atrair apoios até então não planejados. “Começamos com a divulgação da arrecadação desde o dia 18 e já recebemos a ajuda que pretende ampliar esse projeto. A Lotus Material de Construção irá ajudar na revitalização das brinquedotecas, a Mármore Ltda. nos dará um apoio com alguns móveis e a arquiteta Paula Duarte se prontificou em criar um ambiente alegre para as crianças”, disse.

Conforme projeto assinado pela arquiteta, as duas brinquedotecas do Hospital Walfredo Gurgel serão compostas por materiais resistentes e fáceis de limpar, de modo a manter a higienização necessária que os pacientes necessitam. “Não imaginávamos que essa campanha teria tamanha adesão. Estamos muito felizes com o resultado e esperamos que as doações de brinquedos aumentem, de forma que possamos atender as crianças de todas as idades que chegam ao hospital”, declarou a psicóloga Ivaneide Paiva.

O Hospital Walfredo Gurgel recomenda que as doações sejam de brinquedos novos ou em bom estado de conservação. Para a proposta do Hospital é interessante que as pessoas evitem doar brinquedos de pelúcia, de pano e de papel, por serem mais propícios às bactérias.

“Porém, toda e qualquer doação será bem-vinda. Faremos uma seleção dos brinquedos que podem ser utilizados em ambiente hospitalar. Aqueles que não puderem serão encaminhados a outras instituições. Basta que o brinquedo seja novo ou esteja em bom estado”, afirmou o diretor da escola Open Doors, José Hamilton.

O Centro de Tratamento de Queimados possui seis leitos para atendimento pediátrico. Como a queimadura muitas vezes tem um período longo para cicatrização, as crianças podem demorar meses no hospital para receber alta médica. Por isso, precisam de um ambiente aconchegante e preparado para atendê-las da melhor forma possível. Segundo dados do CTQ, houve um caso em que a criança passou quase dois anos internada.

HUOL inaugura Centro de Reabilitação Cardíaca

A partir de hoje os pacientes que passarem por cirurgia cardiovascular no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) poderão contar com o Centro de Reabilitação Cardíaca, unidade inaugurada na manhã desta sexta-feira (22). Com o auxílio de graduandos e pós-graduandos de uma equipe multidisciplinar, os pacientes serão direcionados ao Centro de Reabilitação para recuperarem a saúde através de atividades físicas.

Diariamente, quatro a cinco pacientes poderão ser atendidos no Centro de Reabilitação Cardíaca. A criação da unidade atende a uma das recomendações das diretrizes de tratamento em cardiologia: a manutenção do paciente com atividade física regular, supervisionada e orientada.

O Centro integra avaliação e acompanhamento de uma equipe multidisciplinar na supervisão de exercícios individualizados de cada paciente. O paciente recebe o apoio de profissionais das áreas de Nutrição, Farmácia e Serviço Social e também na prática das atividades físicas. Além da capacidade funcional, a equipe médica consegue identificar precocemente fatores de descompensação.

Compartilhar:
    Publicidade