Walter Alves defende voto casado para Henrique e Wilma de Faria

Os candidatos também estão defendendo a estratégia nos primeiros eventos públicos de do calendário eleitoral

54yy4y

A integração entre o poder legislativo e o poder executivo. A articulação entre a bancada federal e o Governo do Estado. Esses são os principais motivos apontados pelo candidato a deputado federal, Walter Alves (PMDB), para falar sobre a importância do “voto casado”, que é aquele onde o eleitor escolhe os candidatos de uma mesma coligação. Segundo Walter, será melhor para o Rio Grande do Norte a eleição de Henrique Alves(PMDB) ao Governo e Wilma de Faria ao Senado.

É com base nesses argumentos que o deputado defende o voto casado na chapa Henrique Alves/Wilma de Faria como o melhor caminho para o eleitor potiguar. “Henrique e Wilma já têm apresentado uma parceria forte, por isso é importante que o povo vote em Henrique para o Governo e Wilma para o Senado”, explica.

“Henrique governador vai precisar de forças como a de Wilma no Senado Federal e a nossa na Câmara dos Deputados para trazer esses recursos que garantam o resgate do Rio Grande do Norte”, aponta Walter Alves.Para o candidato a deputado federal, uma parceria forte entre o Governo e os deputados e senadores da bancada federal garante para o Rio Grande do Norte a viabilização de recursos necessários para projetos, convênios, etc. “O voto casado, no caso de governador, é importante para garantir que o gestor terá condições de governabilidade e o apoio político necessário para a conquista de recursos federais que desenvolvam o Estado”, acrescenta.

Não sem motivo, a coligação União pela Mudança, que reúne 17 partidos no maior arco de alianças no Estado atualmente, aposta no “voto casado” para essa eleição, ao contrário da chapa de Robinson Faria e Fátima Bezerra, que não tem utilizado o tema durante a campanha. O jingle “Voto Bem Casado” é uma das ferramentas para fisgar o eleitor.

Na letra, o jingle trata da importância de votar nos dois candidatos: “Se é pelo bem do povo, para melhorar o Estado, meu voto é para os dois, meu voto é bem casado, é Henrique pro Governo e Wilma pro senado”. Os candidatos também estão defendendo a estratégia nos primeiros eventos públicos de do calendário eleitoral , que aconteceram no último final de semana e estão se desenvolvendo na agenda de campanha.

Compartilhar:
    Publicidade