Walter Alves: “Governadora Rosalba, pelo que a gente sabe, está inelegível”

“O PMDB está conversando com José Agripino e quando for resolvido o problema do partido deverá haver essa conversa definitiva”

Líder do maior partido na Assembleia Legislativa, o PMDB, com cinco deputados, o deputado estadual Walter Alves (PMDB) disse que a posição do diretório do DEM, nesta segunda-feira, já era esperada. Ele afirmou que a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), que teve a possibilidade de se candidatar à reeleição derrotada internamento no DEM, está inelegível devido processo de abuso de poder econômico e político durante a eleição de 2012 para prefeito de Mossoró.

“Era o esperado. A governadora, pelo que a gente sabe, está inelegível”, disse o líder do PMDB, que foi o responsável pelo anúncio oficial do rompimento do PMDB com o governo Rosalba, em setembro do ano passado. “Foi uma decisão do diretório favorável ao partido defender a ampliação da sua bancada na Assembleia e na Câmara dos Deputados”.

Sobre a possibilidade de aliança com o DEM, já que a legenda não deverá lançar Rosalba à reeleição, Walter confirmou que o partido está em negociação com o senador José Agripino, presidente dos diretórios nacional e estadual do Democratas.

Entretanto, o assunto encontra-se sendo discutido internamente no DEM e o PMDB só terá uma conversa definitiva com a legenda de Agripino quando houver uma posição final do Democratas, no dia 15 de junho, data da convenção da sigla. “O PMDB está conversando com o senador José Agripino e quando for resolvido o problema interno do partido deverá haver essa conversa definitiva”, explicou Walter Alves.

Compartilhar: