Walter vê como ansiedade natural, a insatisfação e cobrança do prefeito ao PMDB

Deputado estadual peemedebista amenizou a insatisfação e o clima de cobrança externado pelo PDT

76I67I6I5I5I5I765II5I

Alex Viana

Repórter de Política

O deputado estadual Walter Alves, pré-candidato do PMDB a deputado federal, afirmou hoje que não há crise entre na aliança entre o prefeito Carlos Eduardo (PDT) e o deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB). “Não diria crise. Diria que é natural, devido à proximidade do processo eleitoral, e que tudo será resolvido”, afirmou.

Nos últimos dias, interlocutores de Carlos Eduardo declararam à imprensa que o partido poderia recuar do apoio à aliança Henrique governador, Wilma de Faria (PSB) senadora. Avaliam que falta reciprocidade de Henrique e Wilma na cessão de bases eleitorais para os candidatos pedetistas, especialmente os pré-candidatos a deputado federal Sávio Hackradt (PDT) e a deputado estadual Agnelo Alves (PDT).

“O processo político está afunilando. É natural que algumas pessoas estejam ansiosas. Mas tudo que foi assumido por parte do PMDB no intuito de ajudar o PDT será cumprido. O PDT é um partido parceiro, reconhecemos o trabalho do prefeito Carlos Eduardo em parceria com o PMDB para viabilizar recursos federais e vamos continuar a fazer isso”, afirmou o deputado Walter Alves, que é líder do PMDB na Assembleia Legislativa.

Indagado se há risco de recuo do PDT, no quesito apoio à chapa Henrique/Wilma, Walter Alves, que é filho do ministro da Previdência, Garibaldi Filho (PMDB), negou, afirmando que há diálogo constante entre as lideranças pedetistas e peemedebistas. “Não acredito. O prefeito Carlos Eduardo, o prefeito Maurício Marques, o deputado Agnelo têm tido um diálogo quase que diário com o senador Garibaldi e o deputado Henrique”.

O cerne da crise entre o PMDB e o PDT é a proximidade do processo eleitoral. Pedetistas como o presidente do diretório em Natal, Kleber Fernandes, e o secretário-geral estadual, Jonny Costa, revelaram que o acordo firmado pelo PMDB em troca do apoio do PDT não foi cumprido ainda, o que está gerando preocupação a menos de cinco meses das eleições.

Na avaliação de Walter Alves, esta ansiedade é natural, devido justamente à proximidade do pleito. “Essa ansiedade é natural, diante da proximidade do processo eleitoral”. Sobre o fato de receber o apoio do prefeito de Parnamirim, Maurício Marques (PDT), o deputado estadual se disse feliz. “O prefeito Maurício Marques é um parceiro nosso há muitos anos. A gente reconhece o grande trabalho que ele tem feito. Nós temos ajudado na medida do possível. Eu fiquei muito feliz com essa declaração do prefeito Maurício Marques”, afirmou.

“Candidatura de Henrique tem sido muito bem aceita”

Sobre a pré-candidatura do presidente da Câmara, deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), a governador do Rio Grande do Norte, o deputado estadual Walter Alves disse que está sendo aceita pela população do Estado. Na sua avaliação, as razões dessa aceitabilidade são do preparo, articulação e visão de futuro.

“A pré-candidatura do deputado Henrique tem sido muito bem aceita por onde a gente anda, devido ao seu preparo, a sua visão de futuro, a sua capacidade de articulação, tanto é que ele conseguiu compor com grande parte dos partidos”, disse Walter Alves ainda ao Jornal de Hoje.

O pré-candidato a deputado federal disse que Henrique está preparando um plano de governo para apresentar ao Rio Grande do Norte no momento certo. “O PMDB já está fazendo o plano de governo, e na hora certa iremos apresentar e a população irá julgar. Mas estou muito confiança na vitória do deputado Henrique e da ex-governadora Wilma”, frisou.

Sobre a aliança entre Henrique e Wilma de Faria, Walter Alves disse que há reconhecimento, da parte dos peemedebistas, acerca da importância da chapa para a vitória eleitoral. “O PMDB está conversando com seus correligionários e amigos, e os peemedebistas têm reconhecido a importância dessa parceira para ganharmos a eleição e para o futuro governo do PMDB”.

Compartilhar:
    Publicidade