Aplicativo WhatsApp chega aos 600 milhões de usuários ativos

O número ainda deve aumentar, já que Jan Koum prometeu que o WhatsApp receberia chamadas de voz a partir do segundo semestre deste ano

Jan Koum ainda disse que o número de usuários ativos e usuários registrado são valores bem diferentes. Foto: Divulgação
Jan Koum ainda disse que o número de usuários ativos e usuários registrado são valores bem diferentes. Foto: Divulgação

O fundador do WhatsApp, Jan Koum, anunciou em seu Twitter que o aplicativo de mensagens instantâneas para celular chegou a 600 milhões de usuários ativos mensalmente. O serviço que teve início em 2009 foi comprado em fevereiro deste ano por US$ 19 bilhões pelo Facebook.

Em abril, o app atingiu a marca de 500 milhões de usuários ativos por mês, ou seja, 833 mil por dia.

Na época, durante uma palestra no Mobile World Congress (MWC) em Barcelona, Espanha, o bilionário afirmou que espera conectar “entre 4 e 5 bilhões de pessoas nos próximos cinco anos”. Com o atual número, a empresa deu um passo importante ao seu objetivo.

Koum, que utiliza muito pouco seu perfil no Twitter (a última mensagem publicada por ele no microblog foi em junho durante o lançamento do iOS 8), ainda disse que o número de usuários ativos e usuários registrado são valores bem diferentes. Ele abordou essa questão, pois seus concorrentes geralmente informam apenas os usuários registrados.

O número ainda deve aumentar, pois na palestra do MWC, Koum prometeu que o WhatsApp receberia chamadas de voz a partir do segundo semestre deste ano.

De acordo com a empresa de pesquisa online, Statista, o WhatsApp é forte na Europa (metade da população da Holanda usa o sistema) e nas Américas. Porém, na Ásia ainda perde espaço para aplicativos domésticos, como o japonês Line e o chinês We Chat. Apenas o app chinês possui 438 milhões de usuários ativos mensalmente.

A exceção no continente asiático é Hong Kong, com quase todos os smartphones da região utilizando o app americano.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade