Wilma: “Fátima pensa que é a dona do mundo… a presidente da República”

Candidata ao Senado pelo PSB afirma que petista se coloca como a executora de obras federais no RN

WILMA

O crescimento de Fátima Bezerra (PT) nas pesquisas de intenção de voto, ao que parece, fez Wilma de Faria (PSB) voltar ao discurso contra a adversária petista na corrida pelo Senado Federal. No sábado, durante visita aos municípios da região do Vale do Açu, Wilma dedicou alguns minutos para falar de Fátima e, obviamente, as declarações não foram nada positivas.

“Temos uma candidata que só quer ser a dona do mundo, que acha que tudo que vem para o Rio Grande do Norte foi ela que trouxe, como se nós não tivéssemos deputados federais para trabalhar pelo Estado. É como se ela fosse a presidente da República”, discursou Wilma, falando de Fátima na cidade de Carnaubais.

A declaração, de certa forma, é uma repetição do que aconteceu no início da campanha, porque Fátima estaria se utilizando, segundo a candidata do PSB, dos programas e ações positivas enviados pelo Governo Federal, como se fossem todas resultantes do trabalho da petista na Câmara Federal. Na época, Wilma afirmou que Fátima não era do Executivo e, por isso, não poderia dizer que foi “ela que fez” essas ações e que trouxe, por exemplo, os IFRNs, para o Rio Grande do Norte.

Fátima, na época, disse que não responderia a Wilma de Faria, mas ironizou dizendo que estava sendo criticada por estar trabalhando. O caso acabou sendo esquecido e Wilma cresceu nas pesquisas de intenção de voto – depois de começar a campanha quase empatadas.

A situação, agora, é novamente difícil para Wilma de Faria. Na última pesquisa de intenção de voto, ela apareceu com apenas um ponto a mais que Fátima Bezerra (35% contra 34%) e isso significaria um “empate técnico” entre as duas principais candidatas, contando com a margem de erro.

PROGRAMA ELEITORAL

Além de dedicar alguns minutos a falar da adversária, no discurso da ex-governadora e atual vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, foi possível constatar, também, a presença mais firma da candidata a presidência da República pelo PSB, Marina Silva. Ela foi lembrada em todas as citações de Wilma, sempre relembrando como “a mudança” que o país precisa.

O curioso desse ponto é que no programa que foi ao ar na manhã de hoje, nas rádios potiguares, Wilma usa outro presidente: Lula, do PT, que apóia, oficialmente, Dilma Rousseff (adversária de Marina) e Fátima Bezerra. No programa, é mostrado um material antigo de Lula elogiando o trabalho de Wilma como governadora do RN.

Compartilhar: